quarta, 22 de maio de 2024
SpaceNow

B3 EM TEMPO REAL: Fique por dentro de tudo o que influencia a Bolsa nesta terça-feira (23)

A SpaceMoney reúne para você as últimas notícias do mercado financeiro em primeiríssima mão

23 abril 2024 - 16h47Por Redação SpaceMoney
.. - Crédito: Sede da B3, em São Paulo| Foto: GUSTAVO SCATENA/Divulgação

IBOVESPA: Nesta terça-feira (23), grandes companhias do Ibovespa dão sequência a temporada de balanços financeiros do 1º trimestre de 2024, como Neoenergia (NEOE3)Usiminas (USIM5).

Além disso, o Banco Central (BC) atualiza as projeções para o IPCA (inflação), Selic (juros), PIB (crescimento) e dólar (câmbio) para este ano, ao divulgar o Boletim Focus nesta manhã.

O governo Luiz Inácio Lula da Silva (PT) corre o risco de sofrer derrotas no Congresso Nacional em projetos da chamada pauta-bomba, com grande impacto fiscal.

Além da reoneração do PERSE, se destacam a PEC do Quinquênio, a desoneração previdenciária dos municípios e o veto às emendas de comissão, definidas em R$ 5,6 bilhões, que pode ser derrubado em sessão conjunta do Congresso Nacional, na quarta-feira (24).

 

DÓLAR: Nesta terça-feira (23), não existe um evento catalisador de movimentações para a cotação do dólar no dia, mas o mercado de câmbio monitora os PMIs (sigla em inglês para índice de gerentes de compras) compostos, industrial e de serviços pelo mundo, medidos pela S&P Global, e as tensões geopolíticas no Oriente Médio.

 

A SpaceMoney reúne para você as últimas notícias do mercado financeiro em primeiríssima mão:

 

 

 

 

Na última segunda-feira (22), o Índice de Fundos de Investimento Imobiliário (IFIX) encerrou em queda de 0,33%, aos 3.380,00 pontos.

 

Segundo o banco, essas movimentações não visam alterar a estrutura administrativa da petroleira, muito menos sua base de controle.

 

A Usiminas (USIM5) reportou, nesta terça-feira (23), um lucro líquido de R$ 36 milhões relativo ao primeiro trimestre de 2024 (1T24), uma queda de 93,00% frente ao mesmo período do ano passado, quando os ganhos líquidos foram de R$ 544 milhões.

 

Veja aqui as principais notícias das grandes empresas brasileiras, entre avisos aos acionistas, comunicados ao mercado, fatos relevantes e mais informações da imprensa especializada:

 

Auren (AURE3) 

A Auren (AURE3) vai realizar a 2ª emissão de debêntures simples, não conversíveis em ações, em série única, da espécie quirografária, no valor de R$ 400 milhões, destinada exclusivamente a investidores profissionais.

 

AES Brasil (AESB3)

A AES Brasil (AESB3) aprovou a distribuição de R$ 44.910.729,00 em dividendos, referentes ao exercício social do ano de 2023, correspondentes a R$ 0,07461154890 por ação ordinária (ON).

O pagamento vai ser efetuado a partir do dia 2 de maio, com as ações negociadas ex-direitos a partir desta terça-feira, 23 de abril.

 

Copel (CPLE6)

A Copel (CPLE6) anunciou a distribuição de dividendos adicionais de R$ 131,2 milhões, que serão pagos em 28 de junho deste ano.

O valor equivale a:

  • - R$ 0,0415 por ação ordinária (ON);
  • - R$ 0,1459 por ação preferencial classe A (PNA); e
  • - R$ 0,0456 por ação preferencial classe B (PNB). 

 

A partir desta terça-feira, as ações serão negociadas “ex-proventos”.

 

Fleury (FLRY3)

A rede de laboratórios Fleury (FLRY3) informou ao mercado financeiro que assinou um contrato de compra e venda para aquisição da totalidade de quotas do São Lucas Centro de Diagnóstico, que marca sua entrada no segmento para o consumidor em Santa Catarina (SC).

O negócio, com enterprise value (EV) de R$ 69,8 milhões, envolve a compra das subsidiárias Eco Rad Serviços Médicos, Clínica São Lucas de Balneário Camboriú, Serviços Laboratoriais Liberato, Serviços Médicos Clínica São Lucas e São Lucas Centro de Diagnóstico por Imagem.

 

Gafisa (GFSA3)

A Gafisa (GFSA3) comunicou que foi indeferido o pedido de tutela de urgência formulado pelos acionistas Esh Theta Master Fundo de Investimento Financeiro Multimercado, que pleiteava a suspensão dos efeitos do aumento de capital social aprovado pelo conselho de administração no dia 11 de março deste ano.

O aumento de capital aprovado contempla a emissão, para subscrição privada, entre 20 milhões e 70 milhões de ações ordinárias (ON), ao preço de R$ 7,86 cada, que totalizaria um valor mínimo de R$ 157,2 milhões e, no máximo, de R$ 550,2 milhões.

 

Klabin (KLBN3)

A Klabin (KLBN11) iniciou as operações da nova unidade de papelão ondulado localizada na cidade de Piracicaba, em São Paulo (SP).

Conhecido por Projeto Figueira, o ativo deve produzir, neste ano, 70 mil toneladas de embalagens de papelão ondulado e deve alcançar o volume total projetado para a fábrica em 2026.

A capacidade prevista foi informada em 240 mil toneladas.

 

Light (LIGT3)

O conselho de administração de Light (LIGT3) aprovou o novo plano de recuperação judicial (PRJ), que prevê aporte de recursos na empresa e o pagamento integral de credores com créditos equivalentes a até R$ 30 mil em 12 de maio deste ano.

 

Marisa (AMAR3)

A Marisa Lojas (AMAR3) registrou prejuízo de R$ 169,30 milhões no quarto trimestre do ano passado, redução de 42% em relação às perdas líquidas de R$ 291,8 milhões apuradas em igual intervalo do ano anterior, de acordo com balanço auditado divulgado no final da noite de ontem (22)

 

Petrobras (PETR3)(PETR4)

i. A Petrobras (PETR3)(PETR4) informou que recebeu correspondência de Francisco Barcelos e Guilherme Ortiz de Souza, acionistas minoritários, em que solicitavam indicações para o Conselho Fiscal na eleição na AGO de quinta-feira (25).

 

ii. A estatal informou ainda que vai divulgar seu relatório de produção e vendas do primeiro trimestre de 2024 na próxima segunda-feira, 29 de abril, e o balanço financeiro relativo a igual período vai ser informado no dia 13 de maio.

 

iii. No seminário da Esfera Brasil, Jean Paul Prates, CEO da estatal, defendeu a exploração da Margem Equatorial, e afirmou que a medida vai ajudar a financiar a transição energética.

A petroleira aguarda a autorização do Ministério do Meio Ambiente e da Mudança do Clima.

 

Raia Drogasil (RADL3) 

A RD Saúde (RADL3), ex-Raia Drogasil, aprovou a 9ª emissão de debêntures simples, não conversíveis em ações, da espécie quirografária, em série única, no valor total de R$ 600 milhões.

Recursos líquidos obtidos serão destinados ao reforço de caixa.

 

Vibra (VBBR3)

Acionistas Dynamo Administração de Recursos, Dynamo Internacional Gestão de Recursos e Grupo RCC (FIA Samambaia e Ronaldo Cézar Coelho) informaram a celebração de distrato ao acordo de acionistas firmado em 27 de outubro de 2021.

O acordo disciplinava o exercício do direito de voto relativo às suas participações minoritárias na companhia.