Menu
Busca quarta, 27 de outubro de 2021
Blue3 - Cotações
Blue3 - Cotações Mobile
SpaceDica

Já conhece o ticker? Veja como ele é formado e qual a sua importância para as negociações na bolsa

Simplificar as informações básicas sobre os papéis que estão em negociação é o principal objetivo do ticker

24 março 2021 - 14h15Por Redação SpaceMoney

Quem entra no site da B3, a bolsa de valores brasileira, para acompanhar as cotações das ações, se depara com uma sequência de letras e números que identificam os títulos negociados. Para aqueles que ainda não estão tão familiarizados com o mercado, fica difícil saber qual é a empresa e o tipo de papel em negociação.

Essa sequência que nomeia as ações e outros títulos da B3 é o “ticker”, um sistema utilizado nas bolsas do mundo inteiro. Para quem deseja investir, é essencial conhecer suas funções. 

Para que serve o ticker?

Simplificar as informações básicas sobre os papéis que estão em negociação é o principal objetivo do ticker. Principalmente para os traders, que emitem diversas ordens de compra e venda diariamente, é necessário contar com um sistema que descomplique ao máximo as aplicações. 

Com o ticker e alguns poucos cliques é possível obter os principais gráficos e informações sobre a valorização ou depreciação de um papel em tempo real durante o pregão.

Como eles são formados?

A receita para elaborar um ticker é simples: as quatro primeiras letras são uma abreviação do nome da empresa e, na sequência, os números indicam qual tipo de título ela negocia. 

Se o numeral que compõe o ticker é “3”, as ações são preferenciais — ou seja, com prioridade na hora da distribuição de dividendos. As que levam o código “4”, por sua vez, são ações ordinárias e dão direito a voto nas assembleias de acionistas. A Petrobras, por exemplo, está listada sob os códigos PETR3 e PETR4. Na prática, isso significa que a companhia possui papéis de ambas as classificações.

Já o número “11” é reservado para ativos que mesclam ativos ordinários e preferenciais, como fundos de investimento. E, por fim, ações que podem ser fracionadas — fora do lote padrão com 100, que é o mais comum nas negociações — recebem a letra F depois do número.

Há outras variações?

Além das ações, outros títulos negociados na B3 também têm letras e números próprios. Quem investe no mercado de opções, por exemplo, consegue visualizar informações de nome da empresa, vencimento da opção e qual é o preço de exercício direto no ticker. Há ainda os códigos específicos para mercados futuros, mercado de balcão e câmbio.
 

Deixe seu Comentário

Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Baixe nosso app: