quinta, 11 de agosto de 2022
[OGF - VIP - SPACENOW DESKTOP - TESTE A/B - 22-6-2-22]
SpaceDica

Investimentos ESG crescem aliando rentabilidade e sustentabilidade

20 janeiro 2021 - 16h49Por Redação SpaceMoney
 - Crédito: Pixabay

Ao longo de 2020, os ETFs – fundos de investimentos negociados na Bolsa de Valores – globais que se concentram em práticas de investimento sustentáveis e éticas receberam aportes de US$ 29 bilhões, segundo dados da Bloomberg. Os analistas de mercado acreditam que a agenda ESG, sigla em inglês para aspectos ambientais, sociais e de governança (ASG, em português), ganhará ainda mais atenção em 2021.

Para investir em ativos ESG, há duas opções: comprar ações de empresas com boas práticas socioambientais e de governança corporativa ou adquirir cotas de fundos de investimento com essas características.

Esse tipo de fundo surgiu  no mercado global há cerca de 10 anos e tem em seu portfólio empresas que atuam com responsabilidade social corporativa. Na visão de analistas, esse critério tende a diminuir os riscos no longo prazo, tornando esse um investimento mais seguro para os investidores.

[HURST -  MODELO 1 - SQUARE DETALHE NOTÍCIA 300X 250]

Gestoras

Especialistas argumentam que essa crescente demanda por investimentos responsáveis exigirá que cada vez mais gestoras incorporem a agenda ESG em seus processos de seleção de ativos.

Segundo pesquisa da Global Sustainable Investment Review, de dezembro de 2018, de um total de US$ 92 trilhões de ativos sob gestão profissional, em todo mundo, 33% já eram investimentos responsáveis. Entre 2012 e 2018, esses investimentos cresceram a uma taxa média de 15% ao ano.

[OGF - VIP -  SQUARE DETALHE NOTÍCIA 300X 250 - TESTE A/B - 22-6-2022]

Índices socioambientais

Na B3, a bolsa de valores brasileira, há dois índices do segmento ESG que chamam a atenção dos investidores. Isso se deve ao fato de esses indicadores aliarem rentabilidade à sustentabilidade, estimulando as empresas a melhorar sua governança corporativa e a gestão de seus impactos sociais e ambientais.

São eles o Índice de Sustentabilidade Empresarial (ISE) e o Índice Carbono Eficiente (ICO2). O primeiro reúne empresas com boas práticas socioambientais e de governança corporativa. Já o ICO2 é composto por ações de companhias que aceitaram, voluntariamente, divulgar suas emissões de gases efeito estufa (GEE).
 

[OGF - VIP -  SQUARE DETALHE NOTÍCIA 300X 250]

Deixe seu Comentário

Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: