segunda, 06 de dezembro de 2021
SpaceDica

Home broker: veja como investir na bolsa de valores sem sair de casa

04 março 2021 - 16h44Por Redação SpaceMoney

Realizar negociações na bolsa de valores sem sair de casa é possível. Hoje em dia, a maioria das operações nesses mercados de negociação de ativos financeiros, tanto do Brasil quanto no resto do mundo, são feitas pelo home broker, um sistema online que corretoras e plataformas de investimento disponibilizam para conectar seus clientes ao pregão eletrônico.

Porém, não se engane: apenas a ordem de compra ou venda é dada pelo cliente, mas não é ele quem compra ou vende as ações, uma vez que só as corretoras são autorizadas a negociar na bolsa de valores, cobrando do investidor uma taxa por cada transação realizada.

Em 2020, o número de investidores pessoas físicas na B3, a bolsa de valores brasileira, teve uma alta expressiva, saltando de 1,6 milhão, em 2019, para 3,17 milhões.

Se você tem interesse em realizar operações no home broker, confira algumas dicas de como começar a operar nesse sistema.

Simuladores

O mais indicado para aqueles que irão começar pela primeira vez no home broker é o uso dos simuladores oferecidos pelas plataformas de investimento. O funcionamento é o mesmo da plataforma original e o sistema segue as cotações dos papéis da bolsa, mas o dinheiro não é real.

Fazendo isso, o investidor pode se acostumar com todo o operacional do sistema e aos movimentos diários do mercado financeiro, além de outros aspectos desse nicho, como os códigos das empresas. Esse é o momento ideal para entender como tudo funciona de fato antes de começar a prática.

Escolhendo sua plataforma

Para escolher a plataforma em que você irá realizar o serviço de home broker, leve alguns pontos em consideração, como se a plataforma mantém o serviço sendo atualizando de maneira rápida e rodando sem cair, mesmo se utilizada por muito tempo. 

Outro detalhe importante é ficar de olho nas taxas de corretagem que são pagas por cada operação. A taxa de custódia para manutenção da conta na bolsa de valores é mais um aspecto a se observar. Avalie o custo-benefício entre cada plataforma para fazer a melhor escolha.

Verifique a corretora

Antes de investir seu patrimônio com alguma corretora, o indicado é sempre verificar se a empresa responsável pelo sistema está devidamente cadastrada na CVM (Comissão de Valores Mobiliários).

Para isso, acesse a Central de Sistemas da CVM, preenchendo os campo solicitados com os dados da empresa.
 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Rev Content