Menu
Busca terça, 26 de outubro de 2021
Blue3 - Cotações
Blue3 - Cotações Mobile
SpaceDica

Descubra três investimentos mais indicados para quem quer viver de renda

Antes de tudo, você precisa de um bom planejamento financeiro, com metas intermediárias, indicadores de acompanhamento e estratégias adequadas

31 maio 2021 - 14h35Por Redação SpaceMoney

O sonho de muitos é adquirir sua independência financeira, ou seja, viver de renda, sem precisar trabalhar apenas para pagar as contas mensais. Nesse ponto, a pessoa usa os rendimentos de seus investimentos como se fosse um salário.

Antes de mais nada, é preciso saber que, sim, é possível viver de renda. Mas, para isso, o investidor precisará aplicar em ativos indicados para esse tipo de meta, escolhidos com base no perfil do investidor.

O passo inicial para atingir esse tão desejado objetivo é entender que isso não virá do dia para a noite: é um processo que demanda tempo e disciplina. Isto é, será necessário um bom planejamento financeiro, com metas intermediárias, indicadores de acompanhamento e estratégias adequadas.

Confira, abaixo, alguns dos investimentos mais indicados para quem quer ter sua independência financeira no futuro.

Dividendos

Um dos investimentos mais citados pelos especialistas são as ações de empresas que pagam dividendos. Ou seja, aquelas companhias que dividem parte do lucro adquirido entre os seus acionistas ao final de um período. 

Normalmente, as melhores pagadoras de dividendos são aquelas que já estão estabelecidas no mercado há algum tempo, como as grandes companhias de seus setores. Isso porque, na maioria das vezes, essas empresas já possuem um negócio "formado" e sólido e, portanto, "sobra" dinheiro para a distribuição de dividendos.

Mas, atenção: cada companhia tem o seu próprio dividend yield um índice que mede a rentabilidade dos dividendos de uma empresa em relação ao preço de suas ações. Isso significa que a rentabilidade dos dividendos pode variar conforme as ações da empresa na bolsa de valores.

Fundos Imobiliários

Outra sugestão são os Fundos de Investimento Imobiliário (FIIs). Nessa modalidade, o investidor irá aportar seu dinheiro em fundos de investimento focados no mercado imobiliário, comprando cotas. A decisão de quais ativos investir fica a cargo do gestor do fundo.

A rentabilidade vem por meio da distribuição dos rendimentos ou pela valorização do fundo. Os FIIs são obrigados, por lei, a distribuir rendimentos pelo menos uma vez por semestre. Entretanto, muitos optam por fazer isso mensalmente, o que pode se tornar uma boa oportunidade para quem quer viver de renda.

Assim como as ações, as cotas dos FIIs também são negociadas no pregão da bolsa de valores, estando, assim, suscetíveis aos movimentos diários do mercado financeiro.

Tesouro Direto

O investimento no Tesouro Direto é considerado um dos mais seguros do país. Isso porque, ao adquirir um título, você emprestará o dinheiro ao Tesouro Nacional, o caixa administrado pelo Governo Federal, e receberá em troca uma certa rentabilidade.

Há algumas opções desse tipo de aplicação, que variam conforme o momento do país ou estão voltados para estratégias diferentes de investimento.  

O Tesouro Prefixado e o Tesouro IPCA+, por exemplo, pagam cupons semestrais, mas possuem rentabilidade diferente. O primeiro, conhecido como NTN-F, paga conforme uma rentabilidade pré definida, ou seja, se a Selic aumentar, ele pode desvalorizar. Já o último é um híbrido entre uma parte de uma taxa pré-definida e o IPCA, a inflação oficial do país.

Deixe seu Comentário

Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Baixe nosso app: