terça, 28 de maio de 2024
Política

O que acontece na política: o depoimento de Freire Gomes; Gleisi Hoffmann vs. RCN; e vetos à LDO

Marco Antônio Freire Gomes confirmou, em depoimento à Polícia Federal (PF), ter presenciado reuniões do governo Jair Bolsonaro (PL) em que foram discutidos os termos da chamada "minuta do golpe"

04 março 2024 - 08h50Por Redação SpaceMoney

Na última sexta-feira (1), o general da reserva Marco Antônio Freire Gomes confirmou, em depoimento à Polícia Federal (PF), ter presenciado reuniões do governo Jair Bolsonaro (PL) em que foram discutidos os termos da chamada “minuta do golpe”, informou a CNN.

No jornal O Estado de S.Paulo, a colunista Eliane Cantanhêde afirma que o militar pode ir para o céu ou para o inferno, a depender do que disse e do que não disse, das declarações de outros militares e das provas contundentes em mãos da polícia.

“Ou seja, seu destino depende do que realmente aconteceu e de qual foi a sua participação em tudo aquilo”, escreve. Para a alta cúpula militar, Freire Gomes foi legalista, por ter resistido às ofensivas do governo Jair Bolsonaro pela aventura golpista, explica a jornalista.

No mesmo veículo, Fausto Macedo aponta que a Polícia Federal (PF) acredita que o general Walter Braga Netto, ex-ministro da Casa Civil, liderou uma campanha velada, mas agressiva, de pressão a oficiais das Forças Armadas que rejeitaram aderir ao plano golpista articulado pelo ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) e por seus aliados mais próximos para continuar no poder mesmo após uma eventual derrota nas eleições de 2022.

O depoimento do general da reserva durou cerca de oito horas. De acordo com uma reportagem da Band, mais de 300 perguntas foram feitas, com base em um roteiro que já previa 80 questionamentos.

 

Paralisação

Servidores do Banco Central e do Tesouro Nacional vão entrar em operação-padrão, com um dia de paralisação amanhã (5), em meio às negociações de reajuste salarial.

As informações são de Bom Dia Mercado.

 

Vetos à LDO

O ministro das Relações Institucionais, Alexandre Padilha (PT-SP), informou que na próxima quinta-feira (7) vai haver uma reunião com a Comissão Mista do Orçamento (CMO) para discutir vetos à Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO).

As informações são de Bom Dia Mercado.

 

Reoneração à folha de pagamentos

Em outro ponto de atrito com o Congresso Nacional, prefeitos ameaçam um protesto na próxima quarta-feira (6), revoltados com a decisão do governo federal de manter na Medida Provisória (MP) 1.202 a reoneração da folha de pagamentos de pequenos municípios.

Neste momento em que os municípios se insurgem contra a equipe econômica, o Ministério da Fazenda chamou para uma reunião nesta semana o relator da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que cria um novo Refis para as prefeituras, o senador Carlos Portinho (PL-RJ).

As informações são de Bom Dia Mercado.

 

A reunião de Lula com senadores

Na próxima terça-feira (5), o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) vai reunir senadores para uma confraternização no Palácio da Alvorada. O encontro busca repetir os moldes do jantar que foi realizado para os deputados federais poucos dias atrás e que teria criado “ciumeira”.

Aliados de Rodrigo Pacheco, presidente do Senado Federal, e, por consequência, do Congresso Nacional, relataram ao jornal Valor Econômico que estão incomodados por estarem preteridos em relação à Câmara dos Deputados.

Em episódio recente, causou ruído a escolha do senador Rogério Carvalho (PT-SE) para a relatoria da CPI da Braskem (BRKM5).

Pacheco já havia avalizado Renan Calheiros (MDB-AL) para a vaga, mas na visão de interlocutores, o Planalto privilegiou a vontade do presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), que vetou o nome de Renan, seu adversário político.

As informações são de Bom Dia Mercado e Valor Econômico.

 

A presidente do PT contra o Banco Central (BC)

A presidente do PT (Partido dos Trabalhadores), a deputada federal Gleisi Hoffmann (PR), voltou a criticar, neste domingo (3.mar.2024), o BC (Banco Central).

“Querem submeter o Brasil a uma ditadura monetária”, disse.

O comentário sucede a publicação de uma entrevista do jornal Folha de S.Paulo com o presidente do BC, Roberto Campos Neto, em que ele diz estar disposto a conversar com o governo sobre a possibilidade de ampliar a autonomia da entidade.

“Eu tentei dar conforto para ele [Haddad] que o BC tem flexibilidade, que a gente pode discutir, que nada vai ser feito à revelia”, disse RCN ao periódico. 

A parlamentar afirmou em seu perfil no X (ex-Twitter) que os “juros exorbitantes” do BC prejudicam a economia brasileira, uma vez que “derrubararam os investimentos e estagnaram o crescimento” no 2º semestre.

Leia mais aqui.

(Folha de S.Paulo)

(Poder 360)

 

Reunião ministerial

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) avisou a auxiliares que quer realizar neste mês a primeira reunião ministerial ampliada de 2024, informou o colunista Igor Gadelha, para o site Metrópoles.

 

Defesa

Geraldo Alckmin (PSB), vice-presidente do Brasil e ministro de Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços, e o ministro da Defesa, José Múcio, se destacaram no convencimento do Banco do Brasil (BBAS3) para voltar atrás na decisão de não mais financiar as industrias de Defesa brasileiras, a chamada Base Industrial de Defesa (BID).

As informações são da coluna de Guilherme Amado, para o site Metrópoles.

Leia mais aqui.

 

Segurança

O governador de São Paulo, Tarcísio de Freitas (Republicanos), decretou a perda do cargo público do agente de Polícia Civil, Rogério Araújo dos Santos. Ele foi preso em 2016 por sequestro e extorsão de um empresário na cidade de São José dos Campos (SP).

As informações são da coluna de Paulo Cappelli, para o site Metrópoles.

Leia mais aqui.

 

Investimentos em São Paulo

São Paulo (SP) disputou com o México um investimento de R$ 11,0 bilhões da Toyota para a produção de novas linhas de veículos. O anúncio oficial de uma expansão da fábrica em Sorocaba, que vai gerar 2 mil empregos, vai ser feito ainda este mês, informou o blog do colunista Lauro Jardim, do jornal O Globo.

Serão produzidos ali um novo modelo de um compacto híbrido e outro de um SUV da montadora.