domingo, 28 de novembro de 2021
finançaspessoais

XP: estímulos do governo são limitados e PIB cairá 1,9% em 2020

30 março 2020 - 12h44Por Redação SpaceMoney

Na última sexta-feira (27), a XP Investimentos publicou relatório revisando sua projeção de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil de 1,8% para -1,9% em 2020, como efeito da crise causada pelo pandemia da Covid-19.  Para 2021, no entanto, a projeção da corretora para o PIB aumentou, de 2,5% para 2,6% (ver quadro abaixo). A XP afirma que existe um alto grau de incerteza nas estimativas "dada a complexidade da crise atual e da incerteza com relação à efetividade das medidas anunciadas até o momento". Segundo a corretora, as medidas de estímulo econômico anunciadas até o momento pelo governo ainda "parecem limitadas" e correm o risco de não fazerem efeito no curto prazo. A corretora afirma esperar que o impacto negativo do novo coronavírus já seja sentido no primeiro trimestre e atinja seu efeito máximo no segundo trimestre deste ano. No campo político, a XP entende que a polarização política voltará a crescer em virtude das tensões criadas pelo Planalto com governos locais, e que isso impactará "significativamente" a confiança de empresários e consumidores.

Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Rev Content