quinta, 09 de dezembro de 2021
Pará

XP atuou desde o início da semana para viabilizar oferta de Klein pela Via Varejo

13 junho 2019 - 10h48Por Investing.com
A oferta apresenta na manhã de ontem pelo empresário Michael Klein para a aquisição da participação do Grupo Pão de Açúcar (SA:PCAR4) na Via Varejo (SA:VVAR3) foi preparada desde o início da semana pela gestora de recursos da XP Investimentos. As informações são da edição desta quinta-feira da Coluna do Broad, do Estadão. A publicação informa que as reuniões com investidores não contaram com a presença de Kelin. Os fundos interessados no negócio fizeram uma série de questionamentos sobre a divisão on-line de negócios da Via Varejo, além de manifestar a preocupação de uma eventual interferência da família dos fundadores da Casas Bahia na operação. A estimativa é que o leilão deva movimentar mais de R$ 2 bilhões, e deve contar com a participação de de dez fundos. O certame está agendado para sexta-feira, dia 14, junto com Klein. Atualmente, a família possui cerca de 25% da empresa. O jornal destaca que os investidores consideram fundamental que a companhia mantenha a visão da família, mas que a gestão deve ser profissional. A expectativa é que Klein já tenha nomes para comandar a Via Varejo, sendo que o mercado aposta em nomes como os de Roberto Fulcherberguer, hoje no conselho de administração da Via Varejo. O leilão na B3 será público. Com isso, outros fundos interessados poderão participar para a venda das ações na B3, com o preço mínimo de R$ 4,75. A expectativa é de que Klein aumente sua fatia para 40% e os fundos devem ficar com 15%. A coluna informa ainda que a oferta realizada pelo empresário não conta com a participação dos fundos Starboard e Apollo, que tinha como objetivo unir a Máquina de Vendas com a Via Varejo. Com Reuters.
Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Rev Content