terça, 07 de dezembro de 2021
presidente

Wall Street sobe enquanto Powell sinaliza corte de taxas

10 julho 2019 - 13h08Por Investing.com

Os mercados acionários abriram em alta nesta quarta-feira, depois que o presidente do Federal Reserve, Jerome Powell, deu seu mais claro indício de que o banco central cortaria as taxas de juros para sustentar uma economia sob o peso dos vários conflitos comerciais dos EUA.

O Dow Jones Industrial Average e o S&P 500 aumentavam 0,7% e o Nasdaq 100 subia 1,2%, após o Fed ter publicado os comentários preparados por Powell antes de sua {{20|ecl-1739||aparição}} frente ao Comitê de Serviços Financeiros da Câmara às 11h00.

Powell disse que as "incertezas" em torno da política comercial e da meta de inflação continuam a pesar sobre as perspectivas para a economia americana, e ele repetiu garantias anteriores de que o Fed agiria "apropriadamente" para sustentar a atual expansão econômica, a mais longa já registrada.

O presidente do Fed indicou que a atual política comercial americana teve um efeito negativo em muitas das economias com as quais os EUA faz negócios, criando uma ameaça circular à atividade doméstica.

Seu dinheiro pode render muito mais com a Genial. Invista já, de forma segura e gratuita!

“O ímpeto econômico parece ter desacelerado em algumas economias importantes, e essa fraqueza pode afetar . economia dos EUA", disse ele. "Além disso, várias questões de política do governo ainda precisam ser resolvidas, incluindo a evolução do comércio, o teto da dívida federal e o Brexit".

As declarações consolidaram as expectativas de um corte de 25 pontos base na taxa dos fundos do Fed na reunião de política monetária do Fed em 30 e 31 de julho. Esse seria o primeiro corte de taxa do Fed em uma década.

As empresas de semicondutores estavam entre as mais bem-sucedidas, com a Advanced Micro Devices (NASDAQ:AMD) e a Nvidia (NASDAQ:NVDA) ganhando 2,0% cada, enquanto a Micron (NASDAQ:MU) subia 4,0% e Taiwan Semiconductor (NYSE:TSM) avançava 3,5%.

As financeiras, em contraste, tiveram um desempenho abaixo do esperado: JPMorgan (NYSE:JPM) subia apenas 0,3%, enquanto a Well Fargo (NYSE:WFC) caía 0,3% e Bank of America (NYSE:BAC) ficou efetivamente inalterado.

Enquanto isso, a T-Mobile US (NASDAQ:TMUS) também subia 3,5% com a notícia de que será incluída no S&P 500 após o desaparecimento da Red Hat devido à aquisição desta pela IBM (NYSE:IBM).

A Levi Strauss & Co (NYSE:LEVI) foi uma das que mais se destacou, caindo mais de 10% depois de divulgar resultados de vendas e lucros mais fracos do que o esperado para o segundo trimestre após o fechamento de terça-feira.

 
Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Rev Content