Menu
Busca domingo, 24 de outubro de 2021
Blue3 - Cotações
Blue3 - Cotações Mobile
Vale

Vale oscila com ajuste pós feriado e queda no preço do minério na China

13 outubro 2020 - 13h59Por Investing.com

Por Gabriel Codas, da Investing.com - No começo da tarde desta terça-feira na bolsa paulista, as ações da Vale (SA:VALE3) operam com leve valorização. Os papéis iniciaram a sessão com perdas, acompanhado a desvalorização do preço do minério de ferro no exterior e também uma correção pelo feriado da véspera.

Por volta das 13h55, os ativos da Vale somavam 0,45% a R$ 61,88.

Em nota, o Bradesco BBI destaca que a demanda chinesa por minério de ferro permaneceu forte em setembro, sustentada pela robusta produção doméstica de aço. Os analistas destacaram que o fornecimento de minério de ferro do Brasil começou a aumentar nos últimos meses e volumes maiores começaram a chegar ao mercado chinês

A jornada desta terça-feira foi marcada por um movimento negativo para os preços dos contratos futuros do minério de ferro, que são negociados na bolsa de mercadorias da cidade de Dalian, na China. O ativo com o maior volume de operações, com data de vencimento para janeiro do próximo calendário, perdeu 1,57% para 813,00 iuanes por tonelada, o que representa perdas de 13,00 iuanes em relação aos 826,00 iuanes de liquidação da véspera.

No mesmo sentido, o fechamento da semana de negócios teve como principal característica as quedas nas cotações dos papéis futuros do vergalhão de aço, que são transacionados na também chinesa bolsa de mercadorias de Xangai. O contrato com mais liquidez, com entrega para o mês de janeiro de 2021, recuou 9 iuanes para 3.628 iuanes por tonelada, enquanto que o de outubro deste ano, avançou 8 iuanes para 3.630 iuanes para cada tonelada.

Joint venture

Na última sexta-feira, a mineradora informou que seu conselho de administração aprovou a criação de uma joint venture com a Ningbo Zhoushan para construção e operação do chamado “Projeto West III” em um porto na China.

O projeto consiste na expansão das instalações do Porto de Shulanghu, na província chinesa de Zhejiang. A parceria vai desenvolver um pátio de estocagem e berços de carregamento, disse a companhia em comunicado ao mercado.

“Ao participar do projeto, a Vale garantirá uma capacidade portuária total de 40 Mtpa em Shulanghu, o que ajudará a Vale a otimizar custos em sua cadeia de valor”, disse a companhia.

Segundo a Vale, o investimento tem valor total de 624 milhões de dólares, inclui a aquisição de direitos de propriedade e o desenvolvimento da capacidade portuária de 20 Mtpa, incluindo a construção de um novo pátio de estocagem e dois berços de carregamento, sujeitos a aprovações regulatórias.

A Vale deterá 50% da joint venture e ambas as partes pretendem obter empréstimos de terceiros de até 65%, mas não menos que 50% do investimento total.

Veja os fatores que influenciam os mercados hoje

Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Baixe nosso app: