Menu
Busca sábado, 23 de outubro de 2021
Blue3 - Cotações
Blue3 - Cotações Mobile
Vale

Vale lidera alta do Ibovespa após aprovação de pagamento de dividendos

11 setembro 2020 - 10h54Por Investing.com

Por Gabriel Codas - Investing.com - Nos primeiros negócios da manhã desta sexta-feira na bolsa paulista, as ações da Vale (SA:VALE3) lideram os ganhos do Ibovespa na B3. Na véspera, a companhia anunciou que aprovou o pagamento de proventos aos seus acionistas no valor total de R$ 2,4075 por ação ON. Serão pagos R$ 1,4102 na forma de dividendos, e R$ 0,9973 como Juros sobre Capital Próprio (JCP).

Por volta das 10h28, os papéis subiam 3,26% a R$ 60,44, oscilando entre mínima de R$ 59,84 e máxima de R$ 60,77, com R$ 314,6 milhões de volume negociado. O Ibovespa tinha ligeiro avanço de 0,08% a 98.910 pontos.

Os pagamentos serão realizados de acordo com a posição acionária do dia 21 de setembro. Assim, as ações e American Depositary Receipts (ADRs) da Vale passam a ser negociadas ex-direitos no dia 22. O crédito será feito aos acionistas no dia 30 deste mês.

Para a XP Investimentos, a notícia é positiva, se refletindo no desempenho dos papéis na bolsa, uma vez que os dividendos ficaram US$ 1 bilhão acima do esperado, com retorno anualizado de 8,4%. A recomendação segue de compra, com preço-alvo em R$ 85, potencial de valorização de 45,22% em relação ao fechamento de ontem.

Debêntures

União e BNDES avaliam vender até 214,3 milhões de debêntures participativas de emissão da mineradora Val, e o Bradesco BBI foi selecionado para figurar como coordenador líder na estruturação, distribuição e liquidação de potencial operação, disse a BNDESpar em nota na noite de quinta-feira.

O comunicado confirma reportagem da revista Veja, de que o BNDES iniciou um roadshow para vender os chamados direitos de exploração da Vale.

"Ressalvamos, contudo, que a realização da potencial Transação ainda se encontra em estudos para detalhar seus termos e condições, incluindo a quantidade de debêntures objeto da Transação e o seu cronograma...", disse a BNDESpar em nota.

A operação ainda depende de deliberações dos órgãos societários do BNDES e da BNDESPar, assim como das condições de mercado existentes no momento do lançamento, acrescentou.

De acordo com o comunicado, das até 214,3 milhões de debêntures que poderão ser envolvidas na operação, 141,7 milhões são detidas pela União e o restante pelo BNDES e pela BNDESPar.

Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Baixe nosso app: