Menu
Busca quarta, 20 de outubro de 2021
Blue3 - Cotações
Blue3 - Cotações Mobile
Investimentos

Terra Investimentos troca Petrobras por brMalls na carteira de setembr

02 setembro 2019 - 12h41Por Investing.com
Investing.com - A Terra Investimentos divulgou na manhã desta segunda-feira a atualização de sua careteira recomendada para setembro, realizando uma única substituição em relação ao mês passado. Deixam o portfólio os papéis da Petrobras (PETR4), que dão espaço para a entrada dos ativos da brMalls. Em 2018, a carteira liderou o ranking da Exame com a melhor valorização do ano (47,9%), ficando à frente de outras 13 corretoras que participam do levantamento. Desde sua criação em junho de 2016 até hoje (02 de setembro), a Carteira Mensal de Ações da Terra apresenta expressivo desempenho, acumulando +158,6% de rentabilidade - o dobro em relação ao Ibovespa (+78,2%). Confira as recomendações: Gerdau: Os principais pontos para a indicação de compra no momento para as ações da Gerdau estão baseadas na expectativa de recuperação de margem no Brasil que deve começar a acelerar, com mercado nos Estados Unidos em tom de melhora e queda na alavancagem, com múltiplo descontado, negociando próximo a 25% de desconto em relação ao valor que consideramos justo, com preço-alvo de R$21 em 12 meses. Essa semana o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, anunciou que vai aliviar as cotas de importação de aço e alumínio que excedam as cotas livres do pagamento das sobretaxas impostas pelo governo em março. A decisão de flexibilizar a tarifa, publicada no portal da Casa Branca, permitem o alívio das cotas de aço da Coreia do Sul, Brasil e Argentina e do alumínio da Argentina. Braskem: Empresa com portfólio diversificado e potencial para aproveitar a recuperação esperada para a economia em 2019. Forte geração de caixa pelos ativos internacionais da Companhia e pelas exportações. Perfil de endividamento bastante alongado, com alto volume de disponibilidade de caixa em moeda estrangeira. Liderança isolada no mercado nacional e posição relevante no contexto global. Acreditamos que a deslistagem das ações de ADS em Nova York trouxe mais riscos relacionados às investigações no Brasil e fez com que a transação tivesse mais elementos a serem discutidos, enquanto os potenciais passivos relacionados ao estado de Alagoas ainda estão em estágios iniciais de discussão e podem levar anos para ser resolvido. Acreditamos que todos os fatores negativos forma precificados e no momento manteremos a recomendação de compra nos fundamentos econômicos da empresa.                                Quer investir em ações? Abra uma conta na XP Investimentos: online, rápido e grátis Bradesco: Registro do melhor ROAE dos últimos quinze trimestres, refletindo a sua capacidade de geração de valor com os próprios recursos. Apresentação de lucros crescentes, refletindo a evolução da margem financeira, redução da PDD e controle de despesas. Atuação diversificada, oferecendo serviços como seguros, previdência e capitalização. Melhoria do índice de eficiência operacional. Carteira de crédito diversificada, atendendo pessoas físicas e pessoas jurídicas de diferentes ramos e tamanhos operacionais. Pagamento periódico de remuneração direta aos acionistas sob a forma de dividendos ou de juros sobre capital próprio. TIM: Crescimento da base de clientes do segmento pós pago, contribuindo para a manutenção da rotatividade dos clientes e aumento da receita média por cliente. Manutenção da liderança na cobertura com tecnologia 4G. Índice de satisfação dos clientes da TIM superior à média do mercado tanto para a banda larga quanto para a telefonia. Diminuição da dívida líquida e redução da alavancagem financeira. Expectativa com PLC79 e um novo marco regulatório de Telecom e projetos para 5G em 2020. Suzano: Operações verticalmente integradas com baixo custo de produção. Elevada produtividade florestal. As áreas de plantio e as unidades industriais são próximas. Alto nível de produção própria de energia. Forte posição exportadora. Equipe de executivos com alta experiência no segmento. Aquisição de terras e florestas da Duratex (DTEX3) representa um bom negócio para a Companhia. O preço da celulose no mercado internacional sofreu uma queda acentuada devido ao cenário de desaceleração global e altos estoques, mas acreditamos que nos níveis atuais a empresa ofereça um bom ponto de compra! Cemig: Apesar de ser uma empresa sujeita ao controle estatal, a Cemig apresenta bom histórico de governança corporativa. Boa pagadora de dividendos. Companhia realizando desinvestimentos a fim de reduzir a alavancagem financeira. Presença forte em um dos maiores estados do País, que conta agora com um governo estadual mais liberal inclinado às privatizações. A cia passa por uma ampla reestruturação histórica, permitindo maior agilidade, dinamismo e eficiência à corporação, esse processo faz parte do passo para uma venda futura da empresa brMalls: É a única empresa nacional de shopping centers com presença em todas as cinco regiões do Brasil. A robustez de seus negócios permite maior poder de barganha para atrair varejistas e contratos de serviços terceirizados. Redução na alavancagem financeira e melhora da estrutura de capital. Menor alavancagem do setor. Crescimento em importantes indicadores operacionais. Nova parceria com o Mercado Livre, com solução integrada com a Delivery Center. Composição: 15% - Gerdau (GGBR4), Suzano (SUZB3), Cemig (CMIG4), Bradesco (BBDC4) e TIM (TIMP3); 10% - Braskem (BRKM5).
Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Baixe nosso app: