Menu
Busca quinta, 21 de outubro de 2021
Blue3 - Cotações
Blue3 - Cotações Mobile
ações

Taurus cai mais de 4% com mudança de decreto restringindo venda de fuzil

22 maio 2019 - 14h58Por Investing.com
Investing.com - No começo da tarde desta quarta-feira as ações da Forjas Taurus (SA:FJTA4) operam com queda de 4,62% a R$ 3,51, após o governo alterar o decreto que flexibiliza o porte de armas. A redação anterior abria espaço para a venda de fuzis para civis, levando a companhia a informar que já tinha cerca de 2 mil pedidos do fuzil T4. Ontem, os papéis tiveram alta de 7,6% a R$ 3,68. O novo decreto modifica alguns pontos após questionamentos na Justiça e da sociedade, e o novo texto passará a conter “vedação expressa” ao porte de armas como fuzis para defesa pessoal, além de outras mudanças, informou o Palácio do Planalto nesta quarta-feira.

O seu dinheiro está no banco sem render absolutamente nada? Abra uma conta na Órama e comece a investir!

Outra alteração será a revogação do artigo que determinava que os ministérios da Defesa e da Justiça e Segurança Pública estabeleceriam as normas de segurança a serem observadas pelos prestadores de serviços de transporte aéreo de passageiros, para controlar o embarque de passageiros armados e fiscalizar o seu cumprimento. Com a revogação, essas atribuições ficam a cargo da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac). Na questão do porte de arma, o novo decreto contém “vedação expressa” à concessão do porte de arma como fuzis, carabinas e espingardas ao cidadão comum. O novo decreto afirma que “a arma de fogo de porte (autorizada) é aquela que de dimensões e peso reduzidos, que pode ser disparada pelo atirador com apenas uma de suas mãos, a exemplo de pistolas, revólveres e garruchas”, segundo comunicado do governo. O texto, no entanto, autoriza a posse de armas como fuzis e espingardas a proprietários de imóveis rurais.
Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Baixe nosso app: