Menu
Busca quinta, 28 de outubro de 2021
Banco Central

Setor público tem déficit de R$ 18,6 bi em março; dívida pública chega a 78,4% do PIB

02 maio 2019 - 10h01Por Angelo Pavini
As contas públicas tiveram um novo saldo negativo em março. Segundo o Banco Central, o setor público consolidado – formado pela União, os estados e municípios -, registrou déficit primário (sem contar os juros da dívida) de R$ 18,629 bilhões no mês passado. Em março de 2018 o resultado negativo havia sido maior: R$ 25,135 bilhões. O resultado primário é formado por receitas menos despesas e é um indicador de quanto o governo está economizando para pagar a dívida pública ou está gastando e aumentando o endividamento. Em março, o Governo Central (Previdência, Banco Central e Tesouro Nacional) foi o responsável pelo saldo negativo, ao apresentar déficit primário de R$ 20,4 bilhões. Já os governos estaduais e municipais registraram saldo positivo: R$ 1,517 bilhão e R$ 14 milhões, respectivamente. As empresas estatais federais, estaduais e municipais, excluídas as dos grupos Petrobras e Eletrobras, registraram superávit primário de R$ 239 milhões no mês passado.

O seu dinheiro não pode ficar nem mais um minuto sem render! Abra uma conta na Órama e comece a investir!

Superávit no primeiro trimestre

Devido ao resultado positivo registrado em janeiro (R$ 46,897 bilhões), o setor público acumulou superávit primário no primeiro trimestre de R$ 13,337 bilhões.  Em 12 meses encerrados em março, o déficit primário ficou em R$ 99,312 bilhões, o que representa 1,43% do Produto Interno Bruto (PIB), soma de todos os bens e serviços produzidos no país. A meta para o setor público consolidado é um déficit primário de R$ 132 bilhões neste ano.

Despesas com juros

Os gastos com juros ficaram em R$ 43,546 bilhões em março, contra R$ 32,496 bilhões no mesmo mês de 2018. No primeiro trimestre, essas despesas acumularam R$ 94,481 bilhões contra R$ 89,202 bilhões em igual período do ano passado.

Déficit nominal atinge 6,98% do PIB em 12 meses

Em março, o déficit nominal, formado pelo resultado primário e os resultados dos juros, ficou em R$ 62,175 bilhões, R$ 57,631 bilhões de março de 2018. No acumulado de três meses do ano, o déficit nominal chegou a R$ 81,144 bilhões e em 12 meses, a R$ 483,775 bilhões, correspondente a 6,98% do PIB.

Dívida pública chega a 78,4% do PIB

A dívida líquida do setor público (balanço entre o total de créditos e débitos dos governos federal, estaduais e municipais) chegou a R$ 3,755 trilhões em março, o que corresponde 52,2% do PIB, com redução de 0,3 ponto percentual em relação a fevereiro. Em março, a dívida bruta – que contabiliza apenas os passivos dos governos federal, estaduais e municipais – chegou a R$ 5,431 trilhões ou 78,4% do PIB, 0,9 ponto percentual a mais que o registrado em fevereiro. A dívida pública é formada pelos títulos emitidos pelo Tesouro, como as NTN-B, as LTNs e LFTs vendidos pelo Tesouro Direto e que constitui a maior parte do patrimônio dos fundos de investimentos. Com informações da Agência Brasil O post Setor público tem déficit de R$ 18,6 bi em março; dívida pública chega a 78,4% do PIB apareceu primeiro em Arena do Pavini.
Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Baixe nosso app: