quinta, 02 de dezembro de 2021
Ser Yduqs Laureate

Ser e Yduqs disparam sob disputa pelos ativos da Laureate no Brasil

14 setembro 2020 - 15h07Por Investing.com

Por Gabriel Codas, da Investing.com - As ações da Ser Educacional (SA:SEER3) e da Yduqs (SA:YDUQ3) disparam na manhã desta segunda-feira na B3 (SA:B3SA3). Os ótimos desempenho vem na esteira da disputa dos ativos da Laureate no Brasil, dona de universidades como Anhembi Morumbi e FMU, em São Paulo, e IBMR, no Rio de Janeiro.

No domingo a noite, a Ser informou que chegou a um acordo para a aquisição dos negócios no Brasil da Rede Internacional de Universidades Laureate, em contrato estimado em R$ 4 bilhões, de acordo comunicou a empresa brasileira na noite de domingo. Nesta segunda-feira de manhã, antes da abertura do mercado, a Yduqs comunicou que avalia ter condições de apresentar proposta concorrente mais atraente pelos ativos do grupo americano.

Por volta das 15h00, os papéis da Ser disparavam 11,63% a R$ 16,51. Já os da Yduqs lideravam os ganhos do Ibovespa, com alta de 8,43% a R$ 30,24.

As ações da Ser não estão listadas no Ibovespa. O principal índice acionário brasileiro tinha ganhos de 1,83% a 100.162 pontos.

Ser

"O negócio criará o quarto maior grupo de ensino superior do Brasil, com aproximadamente 450 mil alunos nas modalidades de ensino presencial e a distância, mais de 100 campi universitários, mais de 500 polos de ensino a distância e presença nos 26 Estados e no Distrito Federal", disse a Ser.

Nos termos da transação, o Grupo Ser Educacional ficará com 100% das operações da Laureate no Brasil, pagará à Laureate 1,7 bilhão de reais em caixa no fechamento da transação e assumirá dívida líquida estimada em 623 milhões de reais. Adicionalmente, a Laureate receberá ações da nova companhia.

Como resultado da transação, o fundador Janguiê Diniz passará a ser detentor de 32,1% da companhia, de 52,36% atualmente, mantendo o controle da empresa em função de limitações ao direito de voto da Laureate, nos termos dos contratos celebrados no âmbito da transação. A fatia da Laureate após o fechamento será de 44%, mas, excetuadas determinadas hipóteses limitadas, não poderá votar com mais de 7,5% do capital.

O fechamento da operação depende de condições precedentes, dentre elas, aprovação do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade).

Foi facultado à Laureate mecanismo chamado 'go shop', por meio do qual poderá ativamente solicitar e aceitar, até 13 de outubro de 2020, proposta vinculante apresentada por terceiros e que seja superior à efetivada pelo Grupo Ser Educacional.

"Havendo proposta vinculante superior nesse prazo, o Grupo Ser Educacional terá ainda a preferência em igualdade de condições, que - se não for exercida - facultará a Laureate terminar a transação, pagando para o Grupo Ser Educacional uma multa contratual rescisória de 180 milhões de reais", disse a Ser.

Yduqs

A Yduqs argumentou que os dados públicos divulgados da transação demonstram um forte potencial estratégico e de geração de valor que a combinação dos seus ativos com os da Laureate no país teriam. A companhia afirmou em fato relevante à Comissão de Valores Mobiliáros (CVM) que "acredita ter condições de apresentar proposta concorrente mais atraente dentro do prazo estabelecido para o 'go-shop'".

(Com contribuição de Reuters)

Veja os fatores que influenciam os mercados hoje

Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Rev Content