Menu
Busca quinta, 21 de outubro de 2021
Blue3 - Cotações
Blue3 - Cotações Mobile
pelo

Segunda Turma do Supremo decide votar hoje habeas corpus do ex-presidente Lula

25 junho 2019 - 15h23Por Angelo Pavini
Depois de uma confusão envolvendo a ministra Cármen Lúcia, apontada como responsável pelo adiamento do julgamento dos pedidos de habeas corpus do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, a Segunda Turma da Corte decidiu que analisará hoje a solicitação. Ontem, o ministro Gilmar Mendes, que pediu vista do processo que trata da questão, solicitou adiamento do caso, mas voltou atrás no início da sessão desta tarde e entendeu que a liberdade de Lula deve ser analisada. O pedido para que o caso seja julgado nesta tarde foi feito pelo advogado Cristiano Zanin, representante de Lula. Ao concordar em votar a questão, Gilmar Mendes adiantou que deverá propor a concessão de uma liminar para soltar o ex-presidente até que o STF decida o caso definitivamente. Neste momento, os ministros decidem se a manifestação de Gilmar será acolhida. Lula está preso desde 7 de abril do ano passado na Superintendência da Polícia Federal em Curitiba, depois de ter sua condenação confirmada pelo Tribunal Regional Federal 4ª Região (TRF4), que impôs pena de 12 anos e um mês de prisão pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro no caso do triplex do Guarujá (SP). A ministra Cármen Lúcia divulgou nota esclarecendo que ainda vai assumir a Presidência da Segunda Turma nesta terça-feira, dia 25, e portanto não excluiu nenhum processo da pauta. E lembrou que o julgamento de habeas corpus tem prioridade na pauta, principalmente se o acusado está preso, caso do ex-presidente Lula.

Quer investir em ações? Abra uma conta na XP Investimentos: online, rápido e grátis.

Abaixo, segue a nota da ministra Cármen Lúcia: “Escolhida para a Presidência da Segunda Turma com exercício somente a partir de 25/06/2019, esclareço que: 1) não incluí nem excluí processos para a sessão de amanhã, sequer tendo assumido, ainda, o exercício da Presidência, nos termos regimentais; 2) em todas as sessões, é dada preferência e a prioridade aos habeas corpus determinada pelo Ministro Relator ou pelo Ministro Vistor; 3) a divulgação da pauta não orienta o chamamento de processos na sessão, seguindo a prioridade dos casos, a presença de advogados ou outro critério legal; 4) todo processo com paciente preso tem prioridade legal e regimental, especialmente quando já iniciado o julgamento, como nos casos de vista, independente da ordem divulgada.” Com informações da Agência Brasil. O post Segunda Turma do Supremo decide votar hoje habeas corpus do ex-presidente Lula apareceu primeiro em Arena do Pavini.
Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Baixe nosso app: