quarta, 08 de dezembro de 2021
simpar

Reorganização foi chave para a entrega de bons resultados, diz diretor da Simpar

13 novembro 2020 - 09h12Por Investing.com

Por Ana Julia Mezzadri, da Investing.com - No terceiro trimestre, a Simpar (SA:SIMH3) completou um planejamento estratégico iniciado em 2013. A JSL (SA:JSLG3), que antes exercia papel de holding, tornou-se uma empresa focada em logística controlada, junto de cinco outras empresas, pela Simpar.

“A gente via muito valor na opção de ter as empresas segregadas, com sua própria administração e governança, para dar velocidade e agilidade à gestão”, explica Denys Ferrez, diretor financeiro do grupo. “Agora é que estamos preparados para começar a fazer alguma coisa”, completa.

E essa opção começa a se mostrar bem sucedida: no terceiro trimestre, a Simpar registrou lucro de R$ 96 milhões, 45% maior do que no mesmo período de 2019. Excluindo eventos não recorrentes do segundo trimestre, o lucro do 3T mostra uma evolução de 7x. O Ebitda, de R$ 587,5 milhões, foi 15% maior do que nos mesmos três meses do ano passado e 25% maior do que o do segundo trimestre.

Para o diretor financeiro, os resultados são muito importantes levando em consideração o momento de crise, em que muitos setores ainda estão se recuperando.

O executivo ressalta ainda a alavancagem: “Desde 2010 investimos muito em crescimento, e o investimento de mais longa maturação foi a Movida (SA:MOVI3). Com isso, em 2016, atingimos uma alavancagem de 5x. Chegamos ao final do terceiro trimestre com uma alavancagem dívida líquida/Ebitda de 3,3x, que é a menor dos últimos 10 anos. Não deixamos de aproveitar as oportunidades de crescimento e construir a base que hoje entendemos ter para usufruir de uma maneira amadurecida”, relata.

Para além dos números, Ferrez conta que a reorganização foi fundamental para enfrentar com tranquilidade a crise trazida pela pandemia de Covid-19. “Quando eu olho para trás, vejo que poder contar com gente experiente em cargos executivos em cada uma das verticais fez com a execução fosse extremamente eficiente e rápida”, lembra.

O caminho à frente, na análise do diretor financeiro, parece ainda mais promissor. Em relação ao quarto trimestre, Ferrez afirma que o ritmo de recuperação continua. Os níveis pré-pandemia, por sua vez, devem ser alcançados ainda neste ano. “Eu tenho uma expectativa que a gente faça isso daqui para dezembro. Se não for ao final do ano, pelo menos no início de 2021 estaremos lá”, explica.

Além da JSL Logística e da Movida, o grupo Simpar controla as empresas Vamos, CS Brasil, Original e BBC.

“Todas essas empresas estão com suas estruturas de capital bem equilibradas e com capacidade de crescimento. Além disso, na Simpar temos condições de suportar a execução desses planos, e de direcionar e controlar”, diz o executivo.

Veja os fatores que influenciam os mercados hoje

Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Rev Content