sexta, 24 de maio de 2024
SpaceRecomendações

Vivara (VIVA3): vale a pena comprar ou devo manter ações?

Entre outubro e dezembro passados, o EBTIDA (sigla em inglês para lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) ajustado atingiu R$ 178 milhões, crescimento de 31,1% na base de comparação anual

17 março 2023 - 15h00Por Lucas de Andrade
VivaraVivara - Crédito: Créditos: Máquina Cohn e Wolfe

A Vivara (VIVA3) registrou um lucro líquido recorrente de R$ 157,7 milhões no quarto trimestre de 2022, um crescimento de 17,2% em relação aos ganhos obtidos pela companhia no mesmo período do ano anterior.

Entre outubro e dezembro passados, o EBTIDA (sigla em inglês para lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) ajustado atingiu R$ 178 milhões, crescimento de 31,1% na base de comparação anual.

A receita líquida se expandiu em 17,2%, a R$ 644,045 milhões.

Para a XP Investimentos, houve sólido crescimento de receita e EBITDA acima das estimativas (+12% vs. XPe), devido à expansão forte da margem bruta e diluição de despesas gerais e administrativas, com expansão de rentabilidade impulsionada por Life.

No âmbito da agenda ESG, a Vivara se tornou, em novembro, a primeira joalheria brasileira a obter a Certificação do Responsible Jewellery Council (RJC), que reflete excelência e confiabilidade dos processos internos.

Ainda, analistas da XP destacaram a inauguração da loja Nº 300, a primeira com certificação LEED, projeto que busca incentivar e acelerar a adoção de práticas de construção sustentável.

A XP elogiou ainda a especial atenção aos critérios de rastreabilidade e transparência na cadeia de fornecimento da matéria-prima, com 100% de aderência dos fornecedores diretos à auditoria.

Além disso, o conselho de administração da companhia aprovou a criação de um novo programa de recompra de ações ordinárias com início em 20 de março e duração de doze meses.

A companhia pode adquirir até 5% das ações em circulação.

A operação se volta para a manutenção em tesouraria, cancelamento ou alienação das ações no mercado, além de destinar também a participantes no âmbito de planos de incetivos baseados em ações, sem redução do capital social da empresa. 

Ao fim de todos os fatos, a XP Investimentos reiterou a recomendação de compra para os papéis VIVA3, com preço-alvo de R$ 28,00.
 

Tags: VIVA3, vivara