sábado, 18 de maio de 2024
SpaceRecomendações

Vale (VALE3): o que a XP achou da produção e das vendas do 1º tri?

Fracos embarques de finos de minério de ferro foram o principal destaque negativo sobre o desempenho operacional, disse o analista Guilherme Nippes

19 abril 2023 - 06h42Por Lucas de Andrade

A Vale (VALE3) divulgou seu relatório de produção e vendas do primeiro trimestre deste ano, com fracos embarques de finos de minério de ferro como o principal destaque negativo sobre o desempenho operacional do período, de acordo com a XP Investimentos.

A produção total de minério de ferro foi de 66,8MT, um desempenho 6% superior ao informado entre janeiro e março retrasados, com um desempenho mais forte de S11D e melhores condições climáticas em Minas Gerais, que, de acordo com o analista Guilherme Nippes, compensou uma produção mais fraca do Sistema Norte.

Apesar da melhora da produção geral em relação ao ano passado, a produção de minério de alto teor do Sistema Norte manteve a tendência de queda.

Nos três primeiros meses deste ano, os embarques de minério de ferro foram de 54,0MT (finos e pelotas), um declínio de 7,0% na base de comparação anual. 

De acordo com a XP Investimentos, a diferença entre produção e vendas explica-se principalmente por problemas no porto de Ponta da Madeira causados pela estação chuvosa.

O preço realizado de finos de minério de ferro foi de US$ 108,6 por tonelada, uma desvalorização de US$ 32,8 por tonelada em relação ao mesmo intervalo de 2022, o que reflete principalmente os preços de referência mais baixos e uma menor produção de Carajás (o que reduz, assim, os prêmios).

Por fim, a Vale reiterou seu guidance de produção para 2023.

A mineradora mencionou que espera vender o volume excedente produzido no segundo semestre, sem impacto nos planos de vendas para 2023.

 

Tags: Vale, Vale3