sábado, 04 de dezembro de 2021
Carteira

Socopa troca Met. Gerdau e Itaú por Multiplan e CPFL na Top Pick de setembro

03 setembro 2019 - 15h43Por Investing.com
Investing.com - A Socopa Corretora divulgou sua carteira Top Pick para o mês de setembro realizando duas substituições. Met. Gerdau (GGBR4) e Itaú Unibanco (ITUB4) deixam a lista, dando espaço para os papéis da Multiplan (MULT3) e da CPFL Energia (CPFE3). Em agosto, a Top Pick teve queda acumulada de 5,74%, contra os 0,67% Entre as ações que fazem parte do portfólio, Fleury (FLRY3), com alta de 2,87%, foi a única a fechar no azul, com a Kroton (KROT3), ao perder 19,50%, tendo o pior desempenho. Já a carteira mensal de 10 ativos teve 1,05% em agosto, contra 0,67% do Ibovespa no mesmo período. No acumulado do ano, as recomendações acumulam valorização de 22,57%, contra 15,07% do Ibovespa. O mês de agosto foi marcado por um ambiente de maior aversão ao risco, com os principais índices de ações encerrando o período em território negativo. Nos EUA, o S&P 500 recuou 1,81%, o Nasdaq caiu 2,80% e o Dow Jones perdeu 1,72%. Na Europa, o Stoxx 600, índice que abrange papéis de diversas regiões do bloco, cedeu 1,63%. No Brasil, o Ibovespa caiu 0,67%, fechando o mês aos 101.134 pontos. Agosto Os acontecimentos no front internacional foram os principais responsáveis pela piora do ambiente de negócios no decorrer do mês de agosto. Lá fora, além de incertezas com o crescimento da economia global, pesou sobre os negócios preocupações com a disputa comercial entre EUA e China, após “Tweets” do presidente americano Donald Trump ameaçando impor novas medidas punitivas ao pais asiático como retaliação da imposição de tarifas adicionais sobre produtos americanos. Nem mesmo o tom mais “dovish” do Fed com relação ao novo ciclo de queda dos juros norte-americanos iniciado em julho foi capaz de amenizar a escalada das tensões entre China e EUA. No Brasil, a agenda de reformas econômicas teve mais uma etapa concluída com a aprovação da reforma da Previdência na Câmara dos Deputados e os números apontaram uma leve melhora da atividade econômica. A divulgação do PIB do 2T19 mostrou que a economia doméstica cresceu 0,4%, resultado acima da média de projeções do mercado (+0,2%) e acompanhado de uma revisão positiva do crescimento no 1T19 (de 0,2% para 0,1%). Ainda assim, o cenário internacional continuou limitando o comportamento dos preços dos ativos domésticos. Perspectivas Olhando para frente, para setembro, a corretora espera mais um mês marcado pela volatilidade elevada, principalmente devido às incertezas com o crescimento da economia global, escalada das tensões comerciais entre EUA e China e preocupações com o Brexit. Ainda assim, sustentamos visão positiva para a bolsa brasileira. Na visão dos analistas, a sinalização de afrouxamento monetário por parte das principais autoridades monetárias deve continuar favorecendo os preços das ações. Isso acontece por conta da migração do fluxo de recursos financeiros para aplicações que pagam prêmios mais elevados, visto que os cortes sincronizados de juros entre os bancos centrais vão gerar uma nova onda de juros reais baixos e até negativos em algumas praças - hoje temos mais de US$ 1 trilhão rodando a juros negativos. Nesse contexto, a avaliação é que o Ibovespa pode alcançar 110 mil pontos até o final do ano, o que representa potencial de upside para a bolsa brasileira de cerca de 10% no período. Composição das Carteiras Top Pick: Kroton (KROT3), Fleury (FLRY3), Pão de Açúcar (PCAR4), Multiplan (MULT3) e CPFL Energia (CPFE3). Mensal: IRB Brasil (IRBR3), Fleury (FLRY3), Ecorodovias (ECOR3), Hypera (HYPE3), Met. Gerdau (GGBR4), Kroton (KROT3), Suzano (SUZB3), JSL (SA:JSLG3), Pão de Açúcar (PCAR4) e Itaú Unibanco (ITUB4).
Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Rev Content