Menu
Busca terça, 19 de outubro de 2021
Blue3 - Cotações
Blue3 - Cotações Mobile
Carteira recomendada para dezembro

Safra Corretora tira BB Seguridade, aumenta exposição a Itaú PN em dezembro

01 dezembro 2020 - 14h44Por Investing.com

Por Ana Carolina Siedschlag, da Investing.com - A Safra Corretora retirou as ações ordinárias da BB Seguridade (SA:BBSE3) da carteira recomendada para dezembro, aumentou significativamente a exposição às preferenciais do Itaú Unibanco (SA:ITUB4) e reduziu a exposição a Bradesco PN (SA:BBDC4), B3 ON (SA:B3SA3) e Engie ON (SA:EGIE3), disseram analistas em relatório publicado nesta terça-feira (30).

A corretora, que também reduziu posição em Petrobras PN (SA:PETR4), TIM Brasil ON (SA:TIMS3) e Iguatemi ON (SA:IGTA3), retirou as ações da BB Seguridade por enxergar um impacto nos resultados financeiros do quarto trimestre da companhia com o descasamento entre os índices de preços IGP-M e IPCA.

Em contrapartida, aumentou a exposição às ações preferenciais do Itaú Unibanco de 4% em novembro para 9% em dezembro por ver bom potencial de alta para os papéis e destravamento de valor com a decisão do banco de segregar parte da participação na XP em uma nova companhia.

Segundo o relatório da corretora, a participação do Itaú tem um valor de mercado de cerca de R$ 50 bilhões, que representa um múltiplo de cerca de 47 vezes o lucro que a XP reportará no próximo ano. “Portanto, a cisão deve distribuir um ativo com bom valor aos acionistas do Itaú, com efeito negativo bastante limitado no lucro do banco em 2021”, escrevem.

Em novembro, a carteira da Safra Corretora teve valorização de 14,38%, contra 15,11% do Ibovespa. Entre as sugestões para o mês passado, os destaques foram Petrobras, Vale, Itaú Unibanco e Bradesco, disseram os analistas.

Para este mês, a corretora recomenda 17 papéis, incluindo Bradesco PN, Banco do Brasil (SA:BBAS3) ON, Itaú PN, Via Varejo ON, B3 ON, Petrobras PN, Bradespar (SA:BRAP4) PN, Vale ON (SA:VALE3), Gerdau (SA:GGBR4) PN, Iguatemi ON, Cesp (SA:CESP6) PNB, Engie Brasil ON, Hapvida (SA:HAPV3) ON, Hermes Pardini (SA:PARD3) ON, Tegma (SA:TGMA3) ON, CCR ON (SA:CCRO3) e TIM Brasil ON. Confira as teses de investimento para dezembro:

CCR

As ações da empresa foram fortemente penalizadas em função da performance operacional negativa influenciada pelos efeitos do coronavírus, disseram os analistas, mas uma forte recuperação já foi verificada no volume de tráfego das rodovias e deve continuar influenciando positivamente os resultados da companhia nos próximos trimestres.

Cesp

A manutenção da Cesp faz parte da estratégia da corretora de mitigação de riscos contra os efeitos da pandemia, com boas oportunidades para ganhos não esperados e nível de risco operacional baixo.

Hermes Pardini

A recuperação de resultados dos laboratórios está acontecendo de forma rápida, após as restrições de circulação ocasionadas pela pandemia de Covid-19, diz a corretora, que vê uma rápida recuperação de demanda nos testes recorrentes.

Tegma

A Safra Corretora espera uma gradual recuperação para os resultados da empresa nos próximos meses, impulsionada pelo reestabelecimento da operação de transporte de veículos novos.

B3

Apesar da redução de exposição à B3, de 5% para 4%, os analistas mantiveram o papel pela entrada de investidores estrangeiros e também pela maior rotação de portfólios em novembro, que deve ter um efeito direto sobre o segmento de renda variável da B3, responsável por 44% da receita da companhia.

Engie

A Engie também faz parte da estratégia da corretora de mitigação de riscos relacionados aos efeitos da pandemia. Para os analistas, o segmento de geração e transmissão de energia elétrica foi um dos menos expostos aos efeitos da crise.

TIM Brasil

Os analistas esperam que, à medida que a economia retome a normalidade, a receita da TIM Brasil volte a se recuperar. “As ações da empresa vêm sendo negociadas a preços atrativos, abaixo de seus principais concorrentes em termos de valor da companhia contra geração de caixa”, escrevem.

Hapvida

Segundo a corretora, a Hapvida tem um modelo de negócios “vencedor”, oferecendo planos de saúde a um custo acessível devido à sua estrutura verticalmente integrada. Os analistas apontam que a empresa tem capacidade de ganhar mercado mesmo com uma economia mais fraca.

Iguatemi

Apesar da expectativa negativa para os resultados de curto prazo, a corretora mantém o otimismo com a empresa e o setor para o longo prazo, considerando que as ações da companhia foram “excessivamente penalizadas”.

Via Varejo

Os analistas esperam que a varejista continue em um bom momento após os surpreendentes dados do terceiro trimestre.

Gerdau

Os aumentos de preços que foram implementados ao longo dos últimos meses e o bom desempenho do setor de construção no Brasil, Estados Unidos e América do Sul devem continuar a ser positivos para os resultados da empresa, escreve a corretora.

Petrobras

Para os analistas, a expectativa de uma vacina contra Covid-19 beneficia a perspectiva de demanda por derivados de petróleo por conta da recuperação da economia, o que poderia levar a preços do barril de petróleo mais elevados, caso a Opep+ mantenha os cortes de produção.

Bradesco

Os analistas tem visão positiva para o banco por ainda ainda negociar a patamar de preço e múltiplos bastante inferiores ao início do ano.

Banco do Brasil

Para a corretora, o banco está com preços muito descontados em função de sua geração de lucro. Em termos de múltiplos, o Banco do Brasil está sendo negociado abaixo de seu valor patrimonial.

Bradespar

Os analistas consideram a Bradespar como uma alternativa para ter exposição à Vale.

Vale

O ambiente favorável de preços de minério de ferro, auxiliado pela demanda ainda forte na China, deve continuar a beneficiar a geração de caixa da empresa e que os projetos de expansão devem ajudar a aumentar a produção nos próximos anos, diz a corretora.

Deixe seu Comentário

Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Baixe nosso app: