quarta, 22 de maio de 2024
Ações recomendadas

Natura (NTCO3): o que explica o prejuízo líquido do 1º tri de 2024?

Empresa foi impactada por despesas financeiras devido a efeitos de câmbio e hiperinflação

19 maio 2024 - 14h00Por Mari Galvão
Embalagem de produtos NaturaEmbalagem de produtos Natura - Crédito: Divulgação - Logística Natura

Os resultados da Natura (NTCO3) foram mistos no primeiro trimestre de 2024, segundo a Ativa Investimentos. A empresa registrou receita líquida de R$ 6,1 bilhões, acima do esperado pela casa, mas ainda pressionado na comparação anual, impactado pela reestruturação operacional da holding.

Em termos de rentabilidade, o analista Pedro Serra ressaltou que a empresa segue mostrando uma melhor dinâmica na marca Natura &Co Latam, com melhor mix.

Avon International, no entanto, segue sendo um desafio, impactada pela venda de produtos TheBodyShop para distribuição, diz o relatório.

Serra também explicou que o prejuízo líquido apresentado vem em decorrência de despesas financeiras devido a efeitos de câmbio e hiperinflação, além de um maior nível de imposto de renda ano a ano. 

A Ativa tem recomendação de compra para a ação, com preço-alvo de R$ 20,20.

 

Números do balanço

A Natura (NTCO3) registrou um prejuízo líquido consolidado de R$ 935,126 milhões no primeiro trimestre de 2024, um crescimento de 43,4% em relação às perdas líquidas observadas no mesmo período do ano anterior.

O EBITDA (sigla em inglês para lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização), em critérios consolidado e ajustado, somou R$ 682,8 milhões, um crescimento de 4,10% em doze meses. A receita líquida declinou 5,70% em um ano, a R$ 6,105 bilhões.

Tags: Natura, NTCO3