quarta, 22 de maio de 2024
Ações Recomendadas

JSL (JSLG3): BTG Pactual aponta movimentações que devem impulsionar papel e recomenda comprar ação

Banco avalia balanço financeiro do 4T23 da companhia e destaca aumento do lucro líquido, além de afirmar solidez do ativo diante de um setor fragmentado

24 março 2024 - 13h00Por José Chacon

A JSL (JSLG3) apresentou resultados financeiros do quarto trimestre de 2023, que ficaram em linha com as estimativas do BTG Pactual. Embora os números do período não tenham apresentado grandes surpresas, o banco destacou o aumento no lucro líquido.

O lucro líquido totalizou R$ 73 milhões no quarto trimestre, o que supera os R$ 47 milhões registrados no período de 2022.

Esse desempenho foi impulsionado principalmente por impostos menores do que o esperado, resultando em um lucro ajustado (excluindo goodwill e valores adicionais de aquisição) de R$ 82 milhões, um aumento de 27% em relação ao ano anterior e supera as estimativas do BTG Pactual.

Entretanto, o lucro líquido foi afetado pela desvalorização aguda da moeda estrangeira na Argentina. Excluindo esse impacto, o lucro líquido ajustado teria sido ainda maior e somaria R$ 97 milhões, afirma o BTG.

A receita líquida da JSL no quarto trimestre atingiu R$ 2.2 bilhões, um crescimento de 30% em relação ao mesmo período do ano anterior, mantendo-se em linha com as projeções dos analistas do BTG Pactual.

Da mesma forma, o EBITDA (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) alcançou R$ 416 milhões, um aumento de 34% em comparação com o ano anterior, também em linha com as expectativas.

No entanto, os resultados foram impactados positivamente por um valor adicional proveniente de aquisições no valor de R$ 4.4 milhões. Excluindo esse impacto, o EBITDA ajustado ficou em R$ 411 milhões, mantendo-se estável e em linha com as previsões.

"A JSL apresentou um desempenho sólido em ambas as suas divisões, com a divisão de ativos leves registrando uma receita líquida de R$ 1.1 bilhão, um aumento de 27% em relação ao ano anterior, enquanto a divisão de ativos pesados registrou uma receita líquida de R$1 bilhão, um aumento de 34%", destacou o banco.

A alavancagem financeira da empresa encerrou o quarto trimestre em 2.7x dívida líquida/EBITDA, enquanto o ROIC (Retorno sobre o Capital Investido) ficou em 21%.

A empresa ressaltou que houve impacto das taxas de juros mais altas em seu resultado final, fornecendo uma análise de sensibilidade que mostrou como uma diminuição nas taxas de juros poderia beneficiar significativamente seu lucro líquido.

Diante disso, o BTG Pactual reiterou sua recomendação de compra para as ações da JSLG3, destacando a empresa como uma chamada de investimento de longo prazo atrativa, com fundamentos sólidos e um papel de destaque, consolidado em um mercado altamente fragmentado.

A melhoria do desempenho e a atividade de fusões e aquisições permanecem como os principais impulsionadores das ações, segundo os analistas.

 

Está procurando uma assessoria para seus investimentos? Clique aqui para falar com a equipe da Ipê Investimentos, uma assessoria de investimentos vinculada à Necton - BTG Pactual, o Maior Banco de Investimentos da América Latina.