quinta, 23 de maio de 2024
Ações recomendadas

Cosan (CSAN3) e Compass: o que diz o BTG Pactual sobre a subsidiária?

A companhia tem um perfil forte de geração de caixa e um potencial de crescimento atraente

16 maio 2024 - 11h30Por Redação SpaceMoney

A Compass, subsidiária de gás natural da Cosan (CSAN3) reportou um EBITDA de R$ 893 milhões no primeiro trimestre de 2024. O valor demonstra resiliência, embora um pouco abaixo das expectativas, segundo o BTG Pactual. 

Em uma nota separada, a Compass reafirmou que a participação que possui em subsidiárias de gás natural no nordeste do Brasil continua à venda, mas não foram fornecidos detalhes adicionais.

Além disso, o BTG destacou que a Compass controla a Sulgás, a concessão de distribuição de gás natural que opera no estado do Rio Grande do Sul, que foi recentemente afetada por eventos climáticos severos.

Neste sentido, os analistas estimam que a Sulgás contribua com menos de 10% dos volumes de distribuição da Compass. Foi dito que a Compass está "monitorando os impactos nas operações", tendo "montado um comitê de crise para garantir a segurança de seus funcionários e suas famílias, monitorar os impactos nas redes de distribuição em áreas de alto risco e garantir o fornecimento contínuo".

Também foi dito que "até agora, esse evento não causou impactos materiais nas demonstrações financeiras". 

Para o banco, a Compass permanece como um valor oculto dentro do portfólio de ativos não listados da Cosan, com um perfil forte de geração de caixa e potencial de crescimento atraente, com base no mercado de gás natural ainda subpenetrado no Brasil.

O BTG reiterou sua recomendação de compra nas ações da Cosan (CSAN3). 

Tags: Cosan, csan3