quarta, 08 de dezembro de 2021
Recomendação

Centauro: com cenário difícil no curto prazo, BTG revisa preço-alvo para baixo

29 janeiro 2021 - 19h05Por Investing.com
 - Crédito: Gruposbf, CC BY-SA 4.0, via Wikimedia Commons

Por Ana Julia Mezzadri, da Investing.com - O BTG Pactual revisou para baixo seu preço-alvo para a ação da Centauro (SA:CNTO3) por ver um cenário mais difícil do que o esperado no curto prazo. No entanto, o banco vê grandes oportunidades para a companhia no médio e longo prazo. Assim, o BTG recomenda Compra para a ação, com preço-alvo de R$ 39.

No fechamento do mercado desta sexta-feira (29), o papel era negociado em baixa de 0,97%, a R$ 25,50, depois de ter registrado mínima de R$ 24,87 e máxima de R$ 26,30 ao longo do pregão, com R$ 42,59 milhões em volume negociado. O Ibovespa também fechou no vermelho, em queda de 3,21%, aos 115.068 pontos.

O cenário no curto prazo segue dificultado pelos grandes impactos da pandemia de Covid-19 em 2020, e a alta exposição da empresa a shopping centers é um fator negativo neste momento.

O banco reforça, no entanto, sua visão positiva de médio e longo prazo, com base na posição de liderança da Centauro em um mercado segmentado; no amplo mix de produtos; na abordagem focada no consumidor; na plataforma omnichannel de crescimento rápido; no acordo com a Nike (NYSE:NKE) (SA:NIKE34); e a evolução como plataforma de social commerce.

O acordo com a Nike , segundo o BTG, reforça a posição da Centauro como uma plataforma one-stop-shop e adiciona R$ 8 ao preço-alvo, valor que deve ser desbloqueado gradualmente. O acordo, que custou R$ 1,03 bilhão à Centauro, fará com que a empresa seja o distribuidor exclusivo dos produtos da Nike no e-commerce por um período inicial de 10 anos e o operador exclusivo das lojas físicas por cinco anos.

Em termos de social e live commerce, o banco destaca a aquisição recente da NWB, empresa focada em produção de conteúdo.

Deixe seu Comentário

Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Rev Content