sexta, 24 de maio de 2024
SpaceRecomendações

Carrefour (CRFB3): Goldman Sachs projeta alta de 130% na ação

A companhia registrou um crescimento de 30,70% nas vendas consolidadas de seu primeiro trimestre de 2023, a R$ 27,1 bilhões

25 abril 2023 - 11h07Por Mari Galvão
Carrefour BrasilCarrefour Brasil - Crédito: Divulgação

O Carrefour (CRFB3) registrou um crescimento de 30,70% nas vendas consolidadas de seu primeiro trimestre de 2023, a R$ 27,1 bilhões, abaixo do esperado pelos analistas do Goldman Sachs.

As vendas foram impactadas principalmente por uma inflação menor de alimentos e por um cenário competitivo mais acirrado, segundo os analistas. 

As vendas brutas somaram R$ 18,1 bilhões entre janeiro e março passados, o que representa um avanço total de 20,10% na comparação com igual etapa de 2022.

O volume bruto transacionado (GMV) total somou R$ 1,6 bilhão no periodo, expansão de 43,0% em relação ao mesmo período do ano passado.

O poder de compra do consumidor também segue pressionado, por isso a empresa também registrou uma queda nos volumes. 

A administração também destacou um cenário competitivo mais difícil, já que a conversão do Extra parece ter impactado negativamente as vendas no formato multivarejo, enquanto uma onda de mais de 100 aberturas de C&C criou mais concorrência para o formato Atacadão.

Os analistas do Goldman Sachs acreditam que os investidores continuarão monitorando a inflação de alimentos, o lucro e os volumes da empresa. 

"Esperamos que os investidores se concentrem nos potenciais efeitos de canibalização entre as lojas C&C, não apenas para a CRFB em seus hipermercados Atacadão e Maxxi/BIG convertidos, mas também para Assai (ASAI3) e as lojas Extra convertidas", afirmam os analistas do Goldman Sachs. 

Nesse sentido, eles recomendam compra no papel, com preço-alvo de R$ 24,50, ou seja, uma valorização potencial de 129,6%. As ações do Carrefour (CRFB3) recuavam 3,09%, a R$ 10,34, por volta das 10:49.