Menu
Busca quarta, 20 de outubro de 2021
Blue3 - Cotações
Blue3 - Cotações Mobile
ações

BTG Pactual eleva preços-alvo de B2W para R$ 120 e de Americanas para R$ 38

18 junho 2020 - 13h05Por Investing.com
Por Gabriel Codas Investing.com - Em relatório divulgado nesta quinta-feira, o BTG Pactual (SA:BPAC11) elevou os preços-alvo das ações da B2W (SA:BTOW3), de R$ 77 para R$ 120, e da Lojas Americanas (SA:LAME4), de R$ 27 para R$ 38, depois de atualizar em seus modelos os primeiros dados em um cenário de pandemia do novo coronavírus. Por volta das 13h02, os papéis da B2W tinham ganhos de 1,63% a R$ 107,93; e os das Lojas Americanas tinham alta de 2,72% a R$ 33,59, ambas acima dos ganhos do Ibovespa hoje, que tinha alta de 0,93% a 96.432 pontos. B2W No caso da B2W, na avaliação dos analistas, a empresa fortaleceu nos últimos meses seu ecossistema, com parcerias com os BR Malls (SA:BRML3), Linx (SA:LINX3), BR Distribuidora (SA:BRDT3), McDonald's e Grupo Big, além da aquisição do Supermercado Now, que deve aumentar a frequência dos consumidores e capilaridade da plataforma. A equipe destaca que, após uma aceleração no crescimento da GMV em abril e maio, enquanto parte da migração de vendedores e categorias para o canal on-line deve perder um pouco de terreno, pois o varejo da B&M começa a reabrir e a economia deve patinar próximos meses. Além disso, há uma tendência estrutural positiva para plataformas horizontais com grande variedade e tráfego, além de foco nos níveis de serviço, que devem garantir uma consolidação mais rápida do comércio eletrônico entre alguns vencedores em potencial (e com a B2W entre eles). Para eles, o modelo de avaliação combinada para avaliar B2W, usa uma abordagem DCF trifásica, combinada com uma análise múltipla de saída EV/GMV (assumindo 1,1x EV / GMV 2025). O novo alvo é mais um reflexo de uma empresa de alto crescimento (nos negócios 3P), com GMAG CAGR total de 30% nos próximos cinco anos (e 38% em próximos dois anos), melhorando gradualmente as margens. Americanas O BTG explica que novo objetivo para Lojas Americanas reflete 9% de CAGR na área de vendas e 6% de expansão média de SSS até 2025. Enquanto qualquer outro varejista da B&M LAME luta no curto prazo nas costas do menor tráfego nas lojas (o que levou a uma revisão em baixa nos números de 2020), a empresa mitigou parcialmente isso com seu amplo sortimento (que permitiu que a maioria das lojas permanecesse aberta em abril) e a crescente participação do canal on-line em seu total vendas. Para os analistas, existem riscos positivos de possíveis parcerias na Ame Digital e no formato de conveniência, enquanto o capital de giro melhorou continuamente nos últimos trimestres, o que não é totalmente precificado, bem como a exposição às fortes perspectivas de crescimento da B2W (na qual a LAME detém uma participação de 62%). Na avaliação deles, LAME B&M negocia a R$ 14,6 (ou 20,8x P / E 2021), implicando 25% de alta na avaliação atual.
Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Baixe nosso app: