quarta, 22 de maio de 2024
Ações recomendadas

BrasilAgro (AGRO3): XP Investimentos mantém recomendação neutra

Analistas observam cenário agrícola atual em relatório da última sexta-feira (1º)

09 dezembro 2023 - 08h00Por Redação SpaceMoney
BrasilagroBrasilagro - Crédito: Reprodução

Em relatório publicado na última sexta-feira (1º), a XP Investimentos reiterou sua recomendação neutra para a BrasilAgro (AGRO3), com base na análise das estratégias adotadas pela empresa diante do cenário agrícola atual.

Os analistas dão destaque a confiança da gestão da BrasilAgro nos resultados positivos da safra, mesmo em meio às adversidades enfrentadas pelos produtores de grãos, como margens menores e preocupações climáticas.

A gestão da BrasilAgro demonstrou, segundo o texto, otimismo quanto ao desenvolvimento da safra, com apenas ~1,6% da área de soja precisando ser replantada. A conclusão do plantio na fazenda Xingu até 7 de novembro permitiu uma janela favorável para a semeadura de soja e algodão 2ª safra, indicando um bom andamento dos trabalhos.

A empresa, que anteriormente era reconhecida principalmente por suas vendas de fazendas, expandiu sua atuação para aproximadamente 179 mil hectares de área plantada no ciclo 23/24, alcançando um EBITDA ajustado operacional de R$ 187,6 milhões em 2023.

Contudo, a XP Investimentos ressalta que a estratégia de reciclagem de portfólio e a possibilidade de vendas de propriedades continuam sendo os pontos mais atrativos para os investidores.

Apesar da confiança na viabilidade das vendas de fazendas no curto e médio prazo, sem uma queda acentuada nos preços, a XP Investimentos alerta para o possível risco dessa perspectiva.

Em contrapartida, a análise indica que a compra de novas terras, com o preço solicitado em torno de R$ 45 mil/ha, não se mostra tão atrativa neste momento.

A seletividade em relação a novos arrendamentos e a busca por uma relação equilibrada entre área própria e área locada continuam como estratégias-chave da BrasilAgro.

Além disso, a empresa reafirmou o compromisso de investir na diversificação de culturas, como feijão e gergelim, dependendo do fluxo de caixa futuro.