sábado, 25 de maio de 2024
Ações Recomendadas

Ações da Minerva (BEEF3) despencam 10% e BTG Pactual aponta motivos; veja análise para balanço do 4T

Banco cita acordo com Marfrig como principal causa da baixa e diz que recuperação pode vir no segundo semestre

26 março 2024 - 12h30Por José Chacon
Minerva FoodsMinerva Foods - Crédito: Minerva Foods - Loures Consultoria, FSB Comunicação

A Minerva (BEEF3) observa uma queda brusca no valor de suas ações nesta terça-feira (26), um dia após a empresa apresentar seu balanço financeiro do 4º trimestre de 2023. Por volta das 12:05, os papéis BEEF3 caíam 10,25%, cotados a R$ 6,48.

Na avaliação do BTG Pactual, a Minerva reportou um resultado marcado por dificuldades, principalmente devido às condições adversas da operação da empresa na Argentina.

"Como muitas outras empresas, os resultados da Minerva foram impactados pelo IAS29, resultando na declaração de receitas negativas em BRL na Argentina, com um impacto total de R$ 1,5 bilhão. Isso teve um efeito significativo nas receitas reportadas, que foram ligeiramente superiores as nossas expectativas, mas ainda assim mostraram um desempenho abaixo do esperado", comenta o BTG.

Além disso, o banco destaca que a estrutura de capital da empresa é um ponto de atenção crucial. "Embora a Minerva tenha relatado um forte caixa no final do ano, capaz de lidar com obrigações futuras, como o pagamento pendente pelos ativos da Marfrig, ainda há incertezas sobre o impacto do EBITDA (lucro antes juros) e a necessidade de capital de trabalho adicional associada a esses ativos", disse.

Outro aspecto discutido é a composição do valor da empresa após o acordo com a Marfrig. "Com uma grande parcela da dívida, as ações da Minerva podem ser afetadas por vários fatores, incluindo o desfecho do acordo e o cenário operacional do setor", considera o banco.

Apesar dos desafios, o BTG mantém uma recomendação de compra para a BEEF3, por considerar que maior parte das dificuldades já estão refletidas no preço das ações.

No entanto, o banco também destaca que não há expectativas de um gatilho de curto prazo que possa impulsionar um sentimento mais positivo em relação às ações da empresa, o que indica que a recuperação pode ficar para o segundo semestre de 2024.

O preço-alvo do BTG para a ação é de R$ 12,00 neste ano.

 

Construa seu futuro financeiro com a Ipê Investimentos, conectada ao gigante Necton BTG Pactual. Abra sua conta e comece a investir com confiança!