Menu
Busca segunda, 18 de outubro de 2021
Blue3 - Cotações
Blue3 - Cotações Mobile
preços petróleo

Preços do petróleo sobem com dados de seguro-desemprego e habitação

22 outubro 2020 - 12h44Por Investing.com

Por Geoffrey Smith, da Investing.com - Os preços do petróleo bruto estão em alta no início da tarde desta quinta-feira após dados fortes e tranquilizadores da economia dos EUA, mas permanecem essencialmente limitados, com memórias ainda frescas do aumento decepcionante de quarta-feira nos estoques de gasolina.

Por volta das 12h40, o contrato futuro do petróleo dos EUA (WTI) subiam 2,07% a US$ 40,86 o barril, enquanto os futuros do petróleo Brent, negociado em Londres e referência internacional de preço, avançavam 2,20%, a US$ 42,65 o barril.

Os futuros de RBOB da gasolina nos EUA, que caíram drasticamente para uma baixa na última quarta-feira (21), subiram 1,7%, para US$ 1,1600 o galão. Eles ainda caíram mais de 11% nas últimas duas semanas.

O EIA relatou um aumento de quase 2 milhões de barris nos estoques de gasolina na semana passada, em forte contraste com as expectativas de um empate aproximadamente do mesmo tamanho. A quantidade de gasolina fornecida ao mercado interno está agora cerca de 10% abaixo da média de cinco anos. A demanda por querosene de aviação piora ainda mais, com os suprimentos funcionando em mais de 40% abaixo da média de cinco anos.

Os preços do petróleo sugerem que a nova onda de infecções por Covid-19, que atinge o meio-oeste de forma particularmente forte, mina a confiança do consumidor e prejudica as viagens discricionárias.

Houve alguns lampejos de esperança na economia dos EUA anteriormente: as vendas de casas existentes aumentaram para seu nível mensal mais alto desde 2006 em setembro, enquanto os pedidos de auxílio-desemprego iniciais caíram muito mais acentuadamente do que o esperado na semana passada.

As notícias do setor de petróleo e gás foram mais confusas, com a Bloomberg relatando que o CEO da Exxon Mobil (NYSE: XOM), Darren Woods, alertou a equipe sobre uma rodada de cortes de empregos iminentes - mas não especificados.

O CEO da Pioneer Natural Resources (NYSE: PXD), Scott Sheffield, indicou que achava que um ponto de virada no ciclo ainda estava a alguns meses, dizendo ao Financial Times em uma entrevista que ele espera que os níveis de Brent voltem a US $ 50 até o segundo semestre do próximo ano. “Quando a demanda começar a voltar depois que as vacinas forem distribuídas em todo o mundo”.

Veja os fatores que influenciam os mercados hoje

Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Baixe nosso app: