Menu
Busca segunda, 25 de outubro de 2021
Blue3 - Cotações
Blue3 - Cotações Mobile
petróleo

Petróleo atinge mínima de 5 meses sob temor de demanda menor com 2ª onda de Covid

29 outubro 2020 - 14h54Por Investing.com

Por Barani Krishnan, da Investing.com - Os preços do petróleo caíram pelo segundo dia consecutivo nesta quinta-feira (29), atingindo uma mínima de quase cinco meses, enquanto o mercado cambaleava com os temores de outro aumento global nos casos de coronavírus e um aumento semanal surpreendentemente grande nos estoques de petróleo dos EUA relatados no dia anterior.

O West Texas Intermediate, negociado em Nova York, o principal indicador dos preços do petróleo nos EUA, caiu para uma mínima de US$ 34,93 por barril na sessão, um fundo não visto desde meados de junho. Ele se recuperou para US$ 36.20 às 14h50, com queda de 3,18% no dia.

O Brent negociado em Londres, a referência global para o petróleo, chegou a cair para US$ 37,26, antes de recuar 3,46%, a US$ 38,28.

Tanto o WTI quanto o Brent caíram cerca de 5% ou mais na quarta-feira, com a Alemanha e a França voltando aos bloqueios para conter o aumento das infecções por Covid-19.

O mercado também ficou assustado pelo relatório da Administração de Informação de Energia de um aumento de 4,3 milhões de barris em estoques de petróleo para a semana encerrada em 23 de outubro, contra as expectativas de um aumento de 1,23 milhão de barris.

O petróleo bruto reforçou as preocupações sobre o esgotamento da demanda por combustível, apesar da queda nos estoques de gasolina e destilados.

Veja os fatores que influenciam os mercados hoje

Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Baixe nosso app: