terça, 07 de dezembro de 2021
Petróleo trump

Petróleo bruto dispara com recuperação de Trump e esperanças de estímulo

05 outubro 2020 - 12h45Por Investing.com

Por Peter Nurse, da Investing.com - Os preços do petróleo bruto dispararam na segunda-feira (5), levantados pela perspectiva do presidente Donald Trump se recuperando o suficiente para receber alta do hospital, bem como pelas esperanças de um novo pacote de estímulo econômico dos EUA.

Às 12h45 (horário de Brasília), os futuros do petróleo dos EUA subiam 6,83%, a US$ 39,58 por barril, enquanto o Brent subia 6,04%, a US$ 41,64 o barril.

Os preços caíram mais de 4% na sexta-feira em meio à incerteza em torno da saúde de Trump e também do processo político com a eleição em menos de um mês aumentando a preocupação de que o aumento do número de casos de coronavírus poderia prejudicar a recuperação econômica global.

No entanto, comentários dos médicos de Trump sugerindo que ele poderia ter alta do hospital na segunda-feira restauraram a confiança do mercado.

Além disso, a presidente da Câmara, Nancy Pelosi, disse no domingo que estava ocorrendo progresso em relação ao próximo projeto de lei de alívio do coronavírus. Seus comentários seguiram um tuíte de Trump de sua cama de hospital sobre a necessidade de o Congresso aprovar o estagnado pacote de gastos.

A necessidade de um novo acordo de estímulo é aparente com o total de casos de coronavírus agora ultrapassando 35 milhões em todo o mundo e muitos países sofrendo de uma segunda onda, resultando em mais restrições à atividade.

No entanto, essas altas do preço do petróleo não devem durar muito se um pacote de estímulo não chegar, já que os problemas de oferta estão começando a se acumular.

A produção de petróleo da Líbia aumentou cerca de 20.000 barris por dia desde a semana passada para chegar a 290.000 bpd, informou a Reuters na segunda-feira, depois que a flexibilização do bloqueio pelas forças orientais permitiu ao membro da Opep aumentar as exportações.

Isso está “bem acima dos cerca de 100 mil barris por dia que o país estava bombeando antes do levantamento dos bloqueios às exportações. A Líbia ainda tem um longo caminho a percorrer para voltar aos mais de 1 milhão de barris por dia que produzia no início do ano”, escreveram analistas do ING em nota de pesquisa.

"Esse déficit de oferta muito frágil que temos deve acabar se a Líbia produzir mais meio milhão (de bpd) sozinha", disse o economista da OCBC Howie Lee em um relatório da Reuters.

O último Relatório de Compromissos de Investidores mostrou que os especuladores reduziram suas posições longas líquidas no Brent em 6.974 lotes na última semana de relatório, para deixá-los com uma longa líquida de 97.222 lotes na última terça-feira.

Veja os fatores que influenciam os mercados hoje

Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Rev Content