sábado, 27 de novembro de 2021
Investimentos

Pesquisa mostra que 41% vão pagar dívidas com o FGTS

09 agosto 2019 - 18h09Por Angelo Pavini
A corretora XP Investimentos divulgou hoje a rodada de agosto da pesquisa XP/Ipespe, feita com mil pessoas nos dias 5, 6 e 7 de agosto sobre a liberação de R$ 500 do FGTS a partir de setembro. O levantamento mostrou que 41% dos entrevistados pretendem usar o dinheiro liberado do FGTS para o pagamento de dívidas. Apenas 10% têm a intenção comprar algum bem ou serviço e outros 26% planejam investir ou aplicar o valor. Quando perguntados sobre se terão direito ao saque do FGTS, 76% responderam que acham que não serão beneficiados com a medida. Ainda, 55% dizem que pretendem optar por manter a regra atual de retirada do saldo do FGTS e outros 36% admitem aderir à nova modalidade de saque anual. A reforma tributária, em discussão no Legislativo e no governo, também foi tema da pesquisa deste mês. De acordo com 43% dos entrevistados, o principal problema do sistema tributário brasileiro é a elevada carga de impostos, enquanto outros 32% responderam que a falta de transparência e injustiça na cobrança são as maiores dificuldades. Ainda sobre o tema, praticamente metade dos respondentes afirmou não ter tomado conhecimento dos debates sobre a reforma (48%). Outros 73% disseram não fazer ideia alguma da proporção da própria renda usada no pagamento de impostos e 18% afirmaram saber de forma aproximada.

Avaliação do presidente fica estável

O levantamento registrou estabilidade na avaliação do presidente Jair Bolsonaro. Em agosto, 33% declararam fazer uma avaliação boa ou ótima da administração, ante 34% em julho. A desaprovação subiu 3 p.p., para 38%. As oscilações ficaram dentro da margem de erro.

Declarações polêmicas são inadequadas

Os entrevistados foram questionados também sobre as recentes declarações polêmicas de Bolsonaro. 55% avaliaram como inadequadas as falas do presidente no último mês, enquanto 43% classificaram como normais. Questionados sobre o impacto dessas frases para a administração do país, 44% afirmaram que as declarações atrapalham muito, 28% que atrapalham um pouco e 26% que não tem efeito.

62% são contra indicação de filho para embaixada nos EUA

A pesquisa perguntou ainda sobre a indicação do deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), filho do presidente, para o cargo de embaixador do Brasil nos Estados Unidos: 62% se disseram contra a nomeação. O post Pesquisa mostra que 41% vão pagar dívidas com o FGTS apareceu primeiro em Arena do Pavini.
Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Rev Content