Menu
Busca sábado, 16 de outubro de 2021
Blue3 - Cotações
Blue3 - Cotações Mobile
Ouro

Ouro cai com temor de mais atrasos nos estímulos após a eleição nos EUA

29 outubro 2020 - 18h00Por Investing.com

Por Barani Krishnan, da Investing.com - O ouro voltou a ficar abaixo de US$ 1.900 nesta quinta-feira (29), quebrando uma corrida de três dias enquanto seu rival, o dólar norte-americano, subia. Os comentários do chefe do Congresso e da Casa Branca sinalizaram um caminho difícil pela frente para um estímulo da Covid-19, mesmo após a eleição da próxima semana nos EUA.

O ouro à vista, que reflete as negociações em tempo real, caía US$ 9,89, ou 0,5%, para US$ 1.867,18 às 17h45 (horário de Brasília).

Os futuros de ouro dos EUA para entrega em dezembro fecharam as negociações do dia em US$ 1.868, queda de US$ 11,20, ou 0,6%.

O Congresso aprovou um estímulo do Coronavirus Aid, Relief and Economic Security (CARES) em março, dispensando cerca de US$ 3 trilhões como cheques de pagamento para trabalhadores, empréstimos e subsídios para empresas e outras ajudas pessoais para cidadãos e residentes qualificados.

Os democratas estão em um impasse desde então com o partido Republicano do presidente Donald Trump sobre um pacote sucessivo para o CARES. A disputa tem sido basicamente sobre o tamanho da próxima ajuda, já que milhares de americanos, principalmente no setor de companhias aéreas, correm o risco de perder seus empregos.

A esperança de um novo acordo de estímulo antes das eleições - sem falar na entrega real de ajuda adicional - evaporou nas últimas duas semanas, apesar de meses de negociações entre a Casa Branca e o Congresso. As esperanças aumentaram recentemente de que um acordo ainda poderia ser possível após a eleição presidencial da próxima terça-feira, independentemente de quem seja o vencedor: Trump ou seu adversário democrata Joe Biden.

Mas a presidente do Congresso, Nancy Pelosi, revelou na quinta-feira que tais esperanças podem ser em vão, dizendo que os republicanos ainda não responderam a ela sobre o financiamento de sete áreas críticas: um plano nacional de teste e rastreamento da Covid-19, ajuda estadual e municipal, financiamento de escolas, financiamento de creches, alterações em certos créditos fiscais, seguro-desemprego federal e proteções para os trabalhadores.

O conselheiro econômico da Casa Branca, Larry Kudlow, disse que o governo não estava dependendo do estímulo para ajudar na recuperação econômica - sugerindo mais resistência de Trump caso ele perca a Casa Branca.

A economia dos EUA cresceu um recorde de 33,1% no terceiro trimestre, mostraram dados divulgados na quinta-feira. Mas essa recuperação veio depois de uma queda de 5% no primeiro trimestre e uma queda mais acentuada de 31,4% no período de abril a junho. Em 2019, a economia cresceu 4,1%.

O ouro, normalmente usado como proteção contra a inflação, ganhou cerca de US$ 500 por onça entre março e agosto, atingindo um recorde de quase US$ 2.090, devido às expectativas de enormes gastos relacionados à Covid-19 e ao déficit fiscal nos Estados Unidos.

Veja os fatores que influenciam os mercados hoje

Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Baixe nosso app: