terça, 30 de novembro de 2021
Renda fixa

O que esperar da renda fixa em junho, segundo a XP Investimentos

10 junho 2020 - 17h14Por Redação SpaceMoney
A XP Investimentos divulgou, nesta semana, o relatório mensal de indicações de investimentos em Renda Fixa relativo ao mês de junho.  Com o sentimento geral de otimismo gerado pela movimentação de reabertura de economias globais, a XP antevê possíveis emissões de dívidas com prazos mais longos nos próximos meses, já que a aversão ao risco diminuiria. Além disso, pontuam o prosseguimento nos cortes da Selic, que deve fechar o ano em 2,25%, reduzindo os atuais 3%. Veja a alocação recomendada de acordo com o tipo de investidor A XP reforçou a importância de uma carteira diversificada, dividindo os níveis de investimento para cada um dos perfis:
Indexador Conservador Moderado Agressivo
Pós-fixado 90,0% 30,5% 7,5%
Inflação 10,0% 15,0% 15,0%
Pré-fixado -- -- --
Outros (não Renda Fixa) -- 54,5% 77,5%
  O relatório mostra que praticamente todos os títulos de Tesouro Direto tiveram valorização no mês de maio, principalmente pelo alívio nas expectativas de juros. Além disso, as rentabilidades dos ativos mais longos estão maiores do que estavam antes da pandemia de covid-19. Isso pode ser uma boa oportunidade para investimentos em ativos conservadores a taxas baixas.  O valor dos vencimentos de debêntures esperado para junho é de R$ 2,3 bilhões. A maior concentração, contudo, acontecerá apenas em dezembro, com mais de R$ 11 bilhões.  Você pode conferir o relatório completo neste link, com avaliações do desempenho em maio do Tesouro Direto, das Emissões Bancárias, do Crédito Privado e outras.
 
Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Rev Content