sábado, 04 de dezembro de 2021
Investimento florestal

O que é investimento florestal?

16 julho 2020 - 16h14Por Redação SpaceMoney

Você já deve ter ouvido falar que as florestas são uma grande riqueza da humanidade. Então, por que não investir nelas? A proposta do investimento florestal é essa: aplicar dinheiro para reflorestar áreas. 

E por que isso é rentável? Em primeiro lugar, é preciso entender como funcionava a exploração de madeira. Para acessar esse material, como o mogno, as florestas eram devastadas pelo homem, sem preocupação com a sustentabilidade dos recursos. 

Essa prática não era apenas irresponsável para com o meio ambiente, mas inviabilizava a exploração a longo prazo destas madeiras. A necessidade de se pensar em alternativas sustentáveis se tornou cada vez maior, considerando questões como o aquecimento global.

Quer conhecer mais opções de investimento? Fale com um especialista da SpaceMoney

Assim, o plantio de árvores se tornou um negócio. Nesse sentido, além da demanda para variados usos, como móveis e construção, a madeira tem espécies nobres, como cedro e mogno africano, que possuem alto valor agregado.

Como fazer um investimento florestal?

Atualmente, os investimentos florestais podem ser acessados via crowdfunding ou fundos de investimento. No primeiro, os investidores contribuem, dentro de um grupo de outros interessados, em empresas que atuam no plantio de florestas. Quando as árvores são vendidas, os investidores ficam com parte dos lucros. Nesta modalidade, a rentabilidade pode chegar a 14%. 

Isso sem falar no retorno a longo prazo, que é a promoção de uma produção mais sustentável. Os investimentos florestais também entram na onda dos ESG: ativos que têm preocupações sociais, ambientais e de governança, atrelados a companhias que estão em sintonia com estas tendências para o futuro. 

A liquidez desse investimento, obviamente, é menor, considerando sua popularidade ainda em ascensão. Mas, segundo levantamento deste ano da consultoria Consufor, já são mais de R$ 88 bilhões de reais em ativos biológicos no país. 

Além disso, o investimento florestal apresenta baixa correlação com outros ativos tradicionais, pois seus riscos estão atrelados a, basicamente, crescimento das árvores, o preço da madeira e o preço de lotes de terra. Sua presença, assim, contribui para a diversificação da carteira. 

Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Rev Content