Menu
Busca domingo, 24 de outubro de 2021
Blue3 - Cotações
Blue3 - Cotações Mobile
crédito

Mais de um milhão trocam cheque especial por parcelado em um mês

28 outubro 2019 - 11h00Por Angelo Pavini
Entre julho de 2018 e setembro deste ano, 16,21 milhões de pessoas trocaram o cheque especial rotativo pelo parcelado, com juros muito menores, informou a Federação Brasileira dos Bancos (Febraban). Só em setembro, 1,33 milhão de clientes optaram pela mudança, que reduz o custo do crédito em mais de 76%: a taxa média do rotativo em setembro foi de 12,31% ao mês, enquanto a do parcelado foi de 2,88% ao mês. O saldo da carteira de cheque especial parcelado em setembro chegou a R$ 20,7 bilhões, um aumento de 9,6% em relação a agosto, e de 229,5% em relação à ao mesmo mês do ano passado. É um volume semelhante ao saldo de empréstimos por meio do cheque especial rotativo, que alcançou R$ 22,3 bilhões no mês passado. Os números fazem parte de um levantamento feito pela Febraban e levam em conta os juros cobrados por 12 bancos, que representam cerca de 90% do mercado brasileiro do produto. A criação do cheque especial parcelado é resultado do normativo da autorregulação bancária sobre o assunto, que passou a valer em 1º de julho do ano passado. De acordo com o documento, os bancos devem sempre manter em oferta linhas de crédito com taxas mais atrativas para os clientes com saldo negativo, e enviar propostas, oferecendo essas linhas, aos que utilizam mais de 15% do limite do cheque durante 30 dias consecutivos. A Febraban lembra que os clientes têm à disposição alternativas de custo bem mais baixo, como o crédito consignado, que representa 20% da carteira de crédito dos bancos. O cheque especial, destinado a emergências e por curto prazo de tempo, representa apenas 1,4% do total do crédito concedido pelas instituições bancárias.
Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Baixe nosso app: