segunda, 06 de dezembro de 2021
Ricardo Eletro

Magazine Luiza e Via Varejo miram expansão, de olho em lojas da Ricardo Eletro

19 agosto 2020 - 17h46Por Investing.com

Por Gabriel Codas, da Investing.com - Com um primeiro semestre marcado pela crise na decorrência da pandemia da Covid-19, o Magazine Luiza (SA:MGLU3) vai seguir os passos da Via Varejo (SA:VVAR3) para retomar a expansão orgânica de lojas. De acordo com o Valor desta quarta-feira, o movimento pode ganhar força por meio de novas aquisições. Os dois nomes já avaliaram a locação de lojas da Ricardo Eletro.

De acordo com a reportagem, o Magalu já teria analisado no começo do ano os pontos ocupados pela Ricardo no Rio de Janeiro. Já a Via Varejo tem feito acordos pontuais, de longo prazo, de pontos que eram antes alugados pela Ricardo Eletro, antes do início da recuperação judicial.

A avaliação é de um movimento acentuado de consolidação do setor, com as duas gigante do setor buscando ampliar seus mercados, o que acirra a concorrência entre elas. A Ricardo Eletro está fechando as suas 320 unidades nas últimas semanas, após pedir recuperação judicial no dia 7.

O interesse nas lojas do Rio é maior para o Magalu, que marcaria a sua entrada no estado, que – antes da pandemia – já estava nos planos da companhia para 2020. Na região, são 29 pontos da Ricardo, sendo que 20 são considerados mais “premium” e são de maior interesse para a varejista.

Para a reportagem, o Magazine Luiza informou que, neste momento, não há negociação em andamento.

No caso da Via Varejo, o Valor informa que também vem adquirindo startups nos últimos meses e está trabalhando para bater uma meta de abertura de 60 a 80 pontos em 2020. No entanto, a empresa não comenta esses números. A busca por unidades é forma de as redes integrarem mais pontos às suas operações on-line, e com isso ampliar vendas em todo o sistema - físico e digital.

Ao final do pregão desta quarta-feira (19), as ações do Magazine Luiza tiveram com leve alta de 0,22% a R$ 89,70, enquanto as da Via Varejo subiam 1,63% a R$ 19,28. O Ibovespa teve queda de 1,19% a 100.182 pontos.

Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Rev Content