quarta, 01 de dezembro de 2021
prazo

Lucro bancário cresce até R$ 676 milhões com corte do compulsório

28 junho 2019 - 14h18Por Angelo Pavini
O Banrisul deve ser o principal beneficiário da redução no depósito compulsório sobre depósitos a prazo anunciado pelo Banco Central (BC) nesta semana. A redução, de 33% para 31% do recolhimento, terá um impacto positivo nos lucros anuais do banco gaúcho de 2,7%, segundo estimativa do Banco Brasil Plural, dono da corretora Genial Investimentos. Em seguida viria o Santander, com aumento de 1,2% nos lucros. Já nos outros bancos, o impacto sobre o lucro depois dos impostos deve ser irrelevante: 0,2% no Banco do Brasil (R$ 13,5 milhões), 0,3% no Itaú (R$ 25,733 milhões) e 0,4% no Bradesco (R$ 21,564 milhões). O cálculo do Brasil Plural foi feito com base nos números do ano passado dos bancos.

Seu dinheiro pode render muito mais com a Órama! Invista já, de forma segura e grátis!

A mudança implica uma redução de R $ 16,1 bilhões no depósito compulsório e significa que os bancos estão agora liberados para emprestar esse dinheiro a uma taxa maior do que a taxa Selic, que era o valor pago pelo BC. A estimativa é que o retorno das operações regulares de crédito é 4 a 7 pontos percentuais maior que a Selic. “Acreditamos que o impacto nos lucros após os impostos será pequeno, variando de R$ 386 milhões a R$ 676 milhões”, diz o Brasil Plural. No entanto, a medida representa o início do processo de redução do recolhimento, o que tem um impacto positivo nos lucros dos bancos. O presidente do BC, Roberto Campos Neto, já havia falado sobre a ineficácia das exigências compulsórias e seu desejo de reduzir as taxas bancárias e o custo do crédito no país. O post Lucro dos bancos aumentará em até R$ 676 milhões com corte do compulsório; Banrisul ganhará mais apareceu primeiro em Arena do Pavini.
Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Rev Content