segunda, 06 de dezembro de 2021
JHSF lucro

JHSF: Ações avançam com alta de 87,4% no lucro do 3º trimestre

06 novembro 2020 - 10h56Por Investing.com

Por Ana Julia Mezzadri, da Investing.com - As ações da JHSF (SA:JHSF3) abriram o pregão desta sexta-feira (6) em baixa, mas depois viraram para alta após a empresa reportar lucro líquido de R$ 176 milhões no terceiro trimestre, alta de 87,4% em relação ao mesmo período do ano anterior.

Os papéis eram negociados a R$ 7,37, com alta de 2,08%, às 10h50, depois de abrirem a R$ 7,22.

Para a Mirae Asset, o resultado foi forte, puxado pelo segmento de incorporação, mas os demais segmentos vêm apresentando a recuperação esperada. Na opinião da corretora, para estes segmentos o pior já passou, e o ambiente de juros e inflação baixos é positivo. A Mirae recomenda Compra para a ação, com preço-alvo de R$ 9,90.

Balanço

O Ebitda ajustado somou R$ 229 milhões, aumento de 232,5%. A margem cresceu 27 pontos porcentuais, para 64,4%. A receita líquida totalizou R$ 355,8 milhões, crescimento de 92,9%.

As despesas operacionais foram a R$ 58,4 milhões, aumento de 437,3%. O resultado financeiro líquido foi uma despesa de R$ 22,3 milhões, 9,2% menor.

O salto nos resultados do grupo foi puxado pela divisão de incorporação imobiliária, que registrou Ebitda ajustado de R$ 227,5 milhões, crescimento de 405,5%. Isso porque as vendas de imóveis no trimestre aumentaram 192,5% com a venda de estoques da Fazenda Boa Vista, do lançamento Fasano Cidade Jardim e do pré-lançamento do Boa Vista Village.

Os outros segmentos ainda foram afetados pela pandemia. O setor de shoppings teve baixa de 56,6% no Ebitda ajustado, para R$ 10,8 milhões, refletindo as limitações de funcionamento durante a pandemia. As vendas nos shoppings da JHSF totalizaram R$ 494 milhões no terceiro trimestre, 16,6% abaixo do mesmo período do ano passado. Se considerado apenas o mês de setembro, porém, as vendas foram 1,6% maiores, indicando a volta à normalidade. A ocupação ficou estável em 97,8%.

A divisão de hospitalidade e gastronomia registrou Ebitda negativo de R$ 7,1 milhões. Além das restrições para o funcionamento, as unidades do Rio foram fechadas para reformas. Por outro lado, esta divisão empresarial mostrou recuperação nas operações.

No segmento de hospitalidade (hotéis), a taxa de ocupação foi de 57,7% no terceiro trimestre, acima dos 47,0% do segundo trimestre, considerando apenas os quartos disponíveis para locação no período. No segmento de gastronomia, foi registrado maior fluxo de pessoas e maior número de couvert vendidos, com alta de 429,5% ante o segundo trimestre, mas ainda 47,5% abaixo do mesmo período do ano passado.

Por fim, o aeroporto Catarina gerou um Ebitda de R$ 1,7 milhão, alta de 35,8%.

Com colaboração do Estado de S. Paulo

Veja os fatores que influenciam os mercados hoje

Tags: JHSF
Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Rev Content