Menu
Busca sábado, 23 de outubro de 2021
Blue3 - Cotações
Blue3 - Cotações Mobile

Índice Bovespa cai 2,29%; Vale perde 24,52% e R$ 71 bilhões em valor de mercado

29 janeiro 2019 - 11h18Por Angelo Pavini
O Índice Bovespa fechou em forte queda hoje, acompanhando a piora dos mercados internacionais após dados negativos da economia chinesa e do impacto da tragédia de Brumadinho sobre as ações da Vale. O Índice Bovespa recuou 2,29%, para 95.443 pontos, depois de atingir  mínima de 94.783 pontos durante o dia. Já o dólar caiu 0,17%, fechando em R$ 3,765 para venda no mercado comercial.

Os mercados acionários do mundo todo fecharam em sua maioria em baixa nesta segunda-feira. Após sinal adicional de desaceleração da economia chinesa – com o lucro do setor industrial registrando queda pelo segundo mês consecutivo, as bolsas asiáticas fecharam o dia predominantemente com perdas. Além disso, apesar das expectativas em relação ao diálogo comercial entre Estados Unidos e China nesta semana, a declaração do secretário de comércio americano de que Washington estaria muito distante de um acordo com os chineses preocupa os investidores, destaca o Departamento Econômico do Bradesco.

Bolsas no exterior em queda

Hoje, o Índice Dow Jones fechou em queda, de 0,84%, enquanto o Standard & Poor’s 500 perde 0,78% e o Nasdaq, 1,11%. Na Europa, o Índice Euro Stoxx 600 perdeu 0,97%, com o Financial Times, de Londres, recuando 0,91%, o DAX, de Frankfurt, 0,63% e o CAC, de Paris, 0,76%.

Há ainda a questão da paralisação das atividades do governo americano pelo impasse em torno da aprovação do orçamento federal no Congresso, em meio à exigência do presidente Donald Trump de aprovar recursos para o muro na fronteira com o México. Houve um acordo na sexta-feira para garantir os pagamentos pelas próximas três semanas. Enquanto isso, continua o impasse no Reino Unido em torno da saída da União Europeia. A principal questão é o impasse da fronteira das Irlandas, que é atualmente o principal obstáculo para o avanço do Brexit, lembra o banco. 

Assim, a libra é uma das moedas que se destacam negativamente no mercado de câmbio, após ter ganhado força na semana passada. Amanhã, as atenções estarão voltadas para a primeira-ministra britânica, Theresa May, que levará sua nova proposta de saída da União Europeia ao Parlamento para votação.

Petróleo em forte queda

No campo das commodities, também refletindo a desaceleração da segunda maior economia do mundo, o petróleo é cotado em baixa, assim como as commodities metálicas, com exceção do alumínio e o do cobre. Os preços das commodities agrícolas, por sua vez, não apresentam direção única nesta manhã. O barril do petróleo tipo WTI, negociado em Nova York, caiu 3,2%, para US$ 51,99.

Vale cai 24,52% e Bradespar, 24,49%

No Brasil, o maior impacto foi das ações da Vale. O papel da mineradora abriu em forte queda hoje, repercutindo o acidente na barragem da Mina do Córrego do Feijão, em Brumadinho, Minhas Gerais, que deixou cerca de 65 mortos e 300 desaparecidos. A tragédia, a segunda com barragens na região em menos de quatro anos, levantou dúvidas entre os analistas do impacto sobre o desempenho e a forma de atuação da mineradora. Além disso, a Comissão de Valores Mobiliários (CVM) abriu processo contra a empresa e o presidente em exercício Hamilton Mourão disse que o grupo do governo que acompanha o caso estuda o afastamento da diretoria da companhia, o que seria desastroso neste momento. Depois, Mourão retificou a informação e disse que somente o Conselho de Administração da empresa poderia fazer a troca da diretoria.

Queda de R$ 71 bilhões em valor de mercado

As ações ordinárias (ON, com voto) da Vale perderam 24,52%, vendidas a R$ 42,38. Com isso, os papéis perderam todo o ganho do ano e ainda passaram a cair 16,90% em 2019. Em 12 meses, o papel ainda sobe, 11,59%. A queda de hoje fez o valor de mercado da Vale cair de R$ 289,767 bilhões para R$ 218,706 bilhões, segundo dados da Economatica. O impacto da queda da Vale no índice foi forte, já que o papel tem o maior peso na carteira do Ibovespa, representando 10,90% do índice. Já os papéis  preferenciais (PN, sem voto) da Bradespar, holding não financeira do Bradesco que tem como principal ativo ações da mineradora, caíram 24,49%.

CSN em queda de 5,7% e Petrobras perde 3,5%

Também CSN ON caiu hoje, 5,7%, já que tem forte presença da mina Casa de Pedra em suas receitas e o receio é que a tragédia tenha impactos em todo o setor minerador brasileiro. Gerdau PN também perdeu, 3,32%. Petrobras PN também ajudou a derrubar o Ibovespa, com baixa de 3,53%, acompanhando os preços do petróleo. Já os bancos subiram, com Itaú Unibanco PN ganhando 1,79% e Bradesco PN, 0,81%. As maiores altas do índice no dia foram de Ambev ON, com 4,60%, RaiaDrogasil ON, 4,53%, Engie Brasil ON, 3,81% e Pão de Açúcar PN, 3,31%. O post Índice Bovespa cai 2,29%; Vale perde 24,52% e R$ 71 bilhões em valor de mercado apareceu primeiro em Arena do Pavini.
Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Baixe nosso app: