segunda, 06 de dezembro de 2021
Ibovespa

Ibovespa sobe mais de 4% com Petrobras e Vale; dólar cai para R$ 5,71

18 maio 2020 - 14h48Por Redação SpaceMoney

O Ibovespa, principal índice acionário da B3, a bolsa brasileira, operava em alta durante o pregão desta segunda-feira (18), acompanhando o exterior, otimista com as reaberturas econômicas ao redor do mundo. Contribuem para a alta Petrobras e Vale, que têm grande peso no índice e sobem quase 7%. Por volta das 14h45 os ganhos eram de 4,56%, aos 81.091,27 pontos. Com o maior apetite ao risco, o dólar diminuía a pressão frente às divisas emergentes. A moeda norte-americana registrava forte desvalorização de 2,16%, cotada a R$ 5,713. Veja os principais fatores que influenciam o mercado financeiro na sessão de hoje:

Mercados internacionais

No Japão, o Nikkei 225 fechou com alta de 0,48%. Já a bolsa de Xangai encerrou a sessão com ganhos de 0,24%. Na Europa, DAX 30 avançou 5,67% e FTSE 100 teve alta de 4,29%. CAC 40 subiu 5,16%. Nos Estados Unidos, Dow Jones tinha alta de 3,77%. Já S&P 500 e Nasdaq subiam 3,28% e 2,58%, respectivamente.

Coronavírus

Enquanto a curva de infectados e mortos aumenta no Brasil, com mais de 240 mil casos e 16 mil óbitos, o pior parece já ter passado na Europa. As reaberturas em países como França e Itália dão fôlego às bolsas internacionais e, nos EUA, estados como a Califórnia já apresentam retomada das atividades.
No entanto, fala de Jerome Powell, presidente do Federal Reserve, trouxe otimismo. O representante do Fed disse que a recuperação da economia norte-americana deve acontecer de maneira gradual a partir do segundo semestre, apesar da contração de 20% a 30% esperada no segundo trimestre. Powell também sinalizou que ainda mais estímulos econômicos podem vir.

Balanços

A temporada de balanços continua hoje com a divulgação dos resultados da Marfrig, após o fechamento dos mercados.

Em Brasília

O inquérito que investiga se o presidente Jair Bolsonaro interferiu politicamente na Polícia Federal ganhou novas informações. Paulo Marinho, empresário e suplente de Flávio Bolsonaro, afirmou que o senador e filho do presidente foi avisado com antecedência sobre a operação que incluiu o seu assessor, Fabrício Queiroz. Enquanto isso, o presidente Bolsonaro voltou a participar de manifestações no último domingo.
Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Rev Content