Menu
Busca domingo, 17 de outubro de 2021
Blue3 - Cotações
Blue3 - Cotações Mobile
Banco do Brasil

Ibovespa sobe 1,32% no vácuo de Nova York e com baixo volume

28 maio 2019 - 09h25Por Angelo Pavini
Com feriado nos Estados Unidos e no Reino Unido, a bolsa brasileira aproveitou para recuperar parte das perdas das últimas semanas, com a aversão ao risco ajudando a reduzir os juros, mas mantendo o dólar em alta. A bolsa brasileira já abriu em alta e se manteve acima do patamar de 94.600 pontos, que representa uma importante resistência no conceito de análise gráfica, mas o baixo volume negociado no dia ainda não permite confirmar uma tendência altista consistente, diz o BB Investimentos. O cenário foi favorecido, em parte, pela alta do minério de ferro e por ações de empresas ligadas a commodities, mas o movimento se mostrou mais alinhado à interpretação positiva do mercado, em relação aos últimos desdobramentos do cenário político, com reduzida influência da agenda econômica. No entanto, este quadro mais favorável deverá ser testado a partir de amanhã, com a volta do fluxo estrangeiro e com o retorno das atividades parlamentares, avalia o BB.

O seu dinheiro está no banco sem render absolutamente nada? Abra uma conta na Órama e comece a investir!

Na Europa, as eleições para o parlamento europeu fizeram avançar a ultra-direita, os eurocéticos, e com isso dificulta integração da região, afirma Álvaro Bandeira, do banco digital ModalMais. Além disso, ao que tudo indica a União Europeia deve abrir processo para punir a Itália com multa por descumprir compromisso de endividamento sobre o PIB. Segundo o noticiário, a multa pode atingir 4,0 bilhões de euros. Com isso, índice MIB fechou em queda de 0,06%, enquanto as demais bolsas da região subiram, fazendo o Índice Euro Stoxx 600 fechar em alta de 0,22%. Na renda fixa, os juros futuros DI recuaram em praticamente todos os vencimentos, com maior intensidade na ponta longa, refletindo a menor aversão ao risco. O dólar, por sua vez, andou na contramão dos demais mercados, registando alta ao longo do dia. O Índice Bovespa fechou aos 94.864 pontos, com alta de 1,32%, acumulando -1,55% no mês, +7,94% no ano e +20,24% em 12 meses. O volume negociado foi de R$ 8,6 bilhões. No dia 23 de maio, a Bovespa mostrou entrada líquida de capital estrangeiro de R$ 441,361 milhões, com a saída líquida em maio indo a R$ 5,096 bilhões neste mês. Em 2019, o saldo negativo acumulado está em R$ 4,59 bilhões.. As maiores altas do Ibovespa foram de CSN ON, com 5,63% de ganho, seguida de Ecorodovias ON, 5,09%, Natura ON, 5,09% e Kroton ON, 5,05%. Já as maiores baixas foram de Cielo ON, 4,35%, JBS ON, 3,06%, BRF ON, 1,10% e Metalúrgica Gerdau PN, 0,31%. Entre as ações mais negociadas no pregão, Petrobras, que sofreu com a decisão do ministro Fachin de dar uma liminar suspendendo a venda da empresa de gás TAG e o processo de venda de refinarias, teve alta de 0,57% em seu papel PN. Vale ON subiu 3,89%, acompanhando o minério de ferro, Itaú Unibanco PN, 0,36% e Bradesco PN, 1,43%. O dólar comercial fechou em alta ante ao real, com os investidores monitorando o cenário político doméstico. O dólar fechou cotado a R$ 4,0350 (+0,50%), acumulando alta de 2,91% no mês, 4,13% no ano e 10,16% em 12 meses. Nos juros futuros, os contratos de DI na B3 encerraram a sessão regular em queda, refletindo o cenário de baixa liquidez, devido à ausência de negócios nos EUA, e o ambiente de cautela no mercado interno, segundo o BB Investimentos. Os contratos para janeiro/2020 fecharam em 6,36%, ante 6,38% de sexta-feira; O DI janeiro/2021 fechou projetando 6,75%, ante 6,79% na sexta; o DI janeiro/2023 encerrou em 7,91% ao ano, depois de fechar em 7,95% na sexta. Já o DI para janeiro de 2025 encerrou o dia projetando 8,52%, ante 8,57% semana passada, e janeiro/2027, 8,86%, ante 8,92% na sexta-feira. Para amanhã, a expectativa é com a volta dos mercados internacionais e das tensões entre EUA e China e da discussão do Brexit no Reino Unido em meio à saída da primeira-ministra Theresa May. A FGV divulga amanhã a sua Sondagem da Indústria e o Banco Central a Nota de Mercado Aberto. O Tesouro anuncia o Relatório da Dívida Pública. Na Zona do Euro, sai o Indicador de Confiança na Economia. O post Ibovespa sobe 1,32% no vácuo de Nova York e com baixo volume apareceu primeiro em Arena do Pavini.
Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Baixe nosso app: