sexta, 03 de dezembro de 2021
Ibovespa futuro

Ibovespa futuro segue exterior e recua; dólar sobe mais de 1%

21 setembro 2020 - 09h39Por Investing.com

Por Gabriel Codas - Investing.com - A jornada desta segunda-feira começa com queda de 1,29% aos 96.862 pontos do índice futuro do Ibovespa às 09h18, com o dólar avançando 1,07% a R$ 5,4444.

Os mercados devem ter um dia negativo, com o aumento da aversão ao risco por todo o planeta. No radar dos investidores estão dados econômicos, discursos e vencimento de opções sobre ações no Brasil, e também uma investigação jornalística revelar que os bancos britânicos HSBC (LON:HSBA)e Standard Chartered (LON:STAN), entre outros gigantes do setor, movimentaram mais de US$2 trilhões de fundos ilícitos por quase duas décadas.

Na Europa, as bolsas registram a maior queda em dois meses, como reflexo de uma onda de infecções do coronavírus na Europa, especialmente na França, Espanha e Reino Unido. Tensões geopolíticas também pesam globalmente, enquanto Republicanos e Democratas decidem se o magistrado que substituirá Ruth Bader Ginsburg na Suprema Corte americana será escolhido antes ou depois das eleições.

- Cenário Interno

Sondagem da Indústria

A prévia da Sondagem da Indústria de setembro sinaliza avanço de 7,2 pontos do Índice de Confiança da Indústria (ICI) em relação ao número final de agosto, para 105,9 pontos. Se o resultado se confirmar, esse será o maior valor do índice desde janeiro de 2013 (106,7 pontos).

O crescimento da confiança nesta prévia decorre tanto da avaliação positiva dos empresários em relação ao presente quanto do otimismo para os próximos meses. O Índice de Situação Atual aumentou 8,9 pontos, para 106,7 pontos. Já o Índice de Expectativas avançou 5,5 pontos, para 105,1 pontos.

O dado preliminar desse mês indica aumento de 2,7 pontos percentuais do Nível de Utilização da Capacidade Instalada da Indústria (NUCI), para 78,0%, o maior desde março de 2015. Com este valor, a média do terceiro trimestre ficaria 13,8 p.p. acima da média do segundo trimestre.

Covid-19

O Brasil chegou a 136.895 mortes em decorrência da Covid-19, após o Ministério da Saúde registrar neste domingo mais 363 vítimas fatais.

Também foram notificados 16.389 novos casos da doença provocada pelo coronavírus, com o total de infecções confirmadas no país atingindo 4.544.629.

Os dados de óbitos de Tocantins (TO), Roraima (RR) e Amapá (AP) não haviam sido atualizados até o final da tarde pelos Estados em relação a sábado, segundo o

O Brasil é o segundo país do mundo com maior número de óbitos em decorrência da pandemia, atrás apenas dos Estados Unidos, e terceiro em total de casos, abaixo dos EUA e da Índia.

- Cenário Externo

China

A China manteve sua taxa de empréstimo referencial para empresas e famílias pelo quinto mês seguido nesta segunda-feira, como esperado.

A taxa primária de empréstimo de um ano (LPR) foi mantida em 3,85%, enquanto a LPR de cinco anos permaneceu em 4,65%.

A maioria dos empréstimos é baseado na LPR, enquanto a taxa de cinco anos influencia o valor das hipotecas.

Trinta e um de 35 operadores e analistas em pesquisa da Reuters realizada na semana passada projetavam manutenção para ambas as taxas.

A fixação mensal aconteceu após o Banco do Povo da China deixar inalterados os custos de empréstimo de médio prazo, e depois de o presidente, Xi Jinping, afirmar que a economia chinesa permanece resiliente.

BCE

O Banco Central Europeu (BCE) revisará seu esquema de compra emergencial de títulos que foi introduzido em resposta à crise do coronavírus em março, informou o Financial Times neste domingo, citando dois membros do conselho do BCE.

As questões para a revisão seriam considerar por quanto tempo o Pandemic Emergency Purchase Program (PEPP) deveria continuar e se parte de sua flexibilidade extra deveria ser transferida para os esquemas de compra de ativos de longa duração do BCE, acrescentou o jornal, citando os membros.

O BCE lançou esse esquema em março e, posteriormente, aumentou seu tamanho para 1,35 trilhão de euros em junho.

BOLSAS INTERNACIONAIS

Em TÓQUIO, o índice Nikkei permaneceu fechado. Em HONG KONG, o índice HANG SENG caiu 2,06%, a 23.950 pontos. Em XANGAI, o índice SSEC perdeu 0,63%, a 3.316 pontos. O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em XANGAI e SHENZHEN, retrocedeu 0,96%, a 4.691 pontos.

Os mercados europeus registram um dia de forte queda. Em Frankfurt, o DAX cai 3,35% aos 12.677 pontos, com o FTSE, de Londres, perdendo 3,43% aos 5.800 pontos. Já em Paris, o CAC recua 3,23% aos 4.817 pontos.

COMMODITIES

A jornada desta segunda-feira foi marcada por um forte movimento negativo para os preços dos contratos futuros do minério de ferro, que são negociados na bolsa de mercadorias da cidade de Dalian, na China. O ativo com o maior volume de operações, com data de vencimento para janeiro do próximo calendário, recuou 2,88% para 776,00 iuanes por tonelada, o que representa queda de 23,00 iuanes em relação aos 799,00 iuanes de liquidação da véspera.

No mesmo sentido, o fechamento da sessão de negócios teve como principal característica a desvalorização nas cotações dos papéis futuros do vergalhão de aço, que são transacionados na também chinesa bolsa de mercadorias de Xangai. O contrato com mais liquidez, com entrega para o mês de janeiro de 2021, retrocedeu 57 iuanes para 3.539iuanes por tonelada, enquanto que o outubro deste, caiu 32 iuanes para 3.608 iuanes para cada tonelada.

MERCADO CORPORATIVO

- CCR (SA:CCRO3)

A concessionária de infraestrutura CCR divulgou na noite desta sexta-feira, 18, o tráfego consolidado referente às suas rodovias (em quantidade de veículos), à mobilidade urbana (em passageiros transportados), e aos aeroportos (em número de passageiros embarcados), no período de 11 a 17 de setembro, em relação à mesma semana de 2019, e também a comparação de 1º de janeiro a 17 de setembro, sobre o mesmo intervalo do ano passado.

No que se refere à semana de 11 a 17 de setembro, houve aumento de 3,3% no tráfego de veículos de passeio e comerciais, nas rodovias NovaDutra (SP-RJ), RodoNorte (PR), AutoBAn (SP), ViaOeste (SP), MSVia (MS) e ViaSul (RS). No consolidado do ano, de 1º de janeiro a 17 de setembro, houve recuo de 5,1% na comparação anual.

Na CCR Mobilidade, a queda foi de 54,4%. No acumulado de 2020, o recuo é de 45,6% ante o ano passado. Por fim, nesta semana houve recuo de 78% na CCR Aeroportos na comparação anual. No acumulado do ano, a queda chega a 61,2%, se comparado com o mesmo período de 2019.

- Gol (SA:GOLL4)

A Gol informa ter conhecimento da ação coletiva (class-action) proposta por um acionista norte-americano em que se busca indenização por "supostas falhas" de divulgação que teriam resultado no declínio do preço das ações da aérea durante a pandemia da covid-19.

Em esclarecimento enviado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM) e a B3 (SA:B3SA3), a companhia afirma "não considerar relevante a existência de tal class action por entender que a medida legal proposta não possui qualquer mérito e será devidamente contestada e por possuir seguro apropriado com cobertura para demandas judiciais de tal natureza".

- Vale (SA:VALE3)

O Ministério Público Federal (MPF) tem proposto novas e mais agressivas ações judiciais contra a Vale por entender que a empresa não atendeu expectativas referentes às reparações pelos desastres de Brumadinho e Mariana, disse à Reuters o procurador Edilson Vitorelli.

O comentário, em momento em que o MPF ainda aguarda decisão da Justiça sobre pedido de remoção de executivos da companhia, sinaliza potenciais dificuldades a serem enfrentadas pela Vale para recuperar a capacidade de produção de minério de ferro.

A empresa, que luta para melhorar sua imagem e reverter limitações impostas por autoridades após as tragédias e voltar a ser a maior produtora do mundo, tem meta de elevar a capacidade dos atuais 318 milhões de toneladas/ano para 400 milhões até 2022.

Nesta semana, relatório de um especialista da Organização das Nações Unidas (ONU) apontou atraso em todos 42 projetos em andamento para reparação de danos pelo rompimento em 2015 de uma barragem em Mariana (MG) operada pela Samarco, joint venture entre a anglo-australiana BHP e a Vale.

- Ser Educacional (SA:SEER3)

A Se Eduacional anunciou nesta sexta-feira que fechou acordo para comprar 100% do Colégio Cultural Módulo, mantenedor da Faculdade de Juazeiro do Norte (FJN).

A instituição adquirida teve em 2019 receita líquida de cerca de 20 milhões de reais e EBITDA ajustado de 4,3 milhões de reais, e tinha 2.100 alunos de graduação, em dezembro de 2019.

A Ser pagará 24 milhões de reais pelo negócio, sendo metade em duas parcelas, uma à vista e outra em 30 dias, e o restante em cinco parcelas anuais.

- Petrobras (SA:PETR4)

A Justiça Federal de Curitiba aceitou denúncia do Ministério Público Federal (MPF) contra dois executivos da empresa dinamarquesa de logística Maersk acusados de corrupção ativa em contratos com a Petrobras, informou o MPF do Paraná nesta sexta-feira.

De acordo com a Procuradoria, as investigações da Lava Jato teriam apontado participação dos réus em suposto esquema de corrupção em contratos de afretamento de navios entre a Maersk e a Petrobras de 2006 a 2014, com prejuízos estimados em 31,7 milhões de dólares para a petroleira.

Em comunicado, o órgão informou que foram denunciados no âmbito da Operação Lava Jato um representante contratado da Maersk no Brasil, Wanderley Saraiva (SA:SLED4) Gandra, e um executivo, Viggo Andersen.

Além disso, a 13ª Vara da Justiça Federal na capital paranaense também aceitou denúncia contra Eduardo Autran, então subordinado ao ex-diretor de Abastecimento da Petrobras Paulo Roberto Costa, por corrupção passiva e peculato, acrescentou o Ministério Público Federal.

- Suzano (SA:SUZB3)

A BNDESPar, braço de investimentos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), venderá todas as ações que tem da Suzano em oferta pública que deve ser precificada em 1º de outubro, informou a companhia nesta sexta-feira.

De acordo com o fato relevante, a oferta consiste de 150.217.425 ações. Isso equivale a 11% do capital da Suzano. Considerando o preço de fechamento da ação da fabricante de papel e celulose nesta sessão, de 50,05 reais, a operação pode movimentar 7,5 bilhões de reais.

Os coordenadores da oferta são o JPMorgan, o Bank of America, o Bradesco BBI, Itaú BBA e XP Investimentos.

- Biodiesel

O 75° leilão de biodiesel complementar negociou um total de 8,5 milhões de litros do combustível renovável para atendimento à mistura obrigatória no diesel, informou a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) em comunicado.

O preço médio do certame, de 5,723 reais por litro, representou ágio médio de 38,13% frente à média ponderada dos preços máximos de referência regionais e ainda um avanço de 25% na comparação com o leilão complementar anterior, no final de julho.

O preço também foi superior ao valor médio de 5,043 reais/litro registrado no 75° leilão, cujos resultados foram divulgados em 31 de agosto, que negociou 1,19 bilhão de litros.

AGENDA DE AUTORIDADES

- Jair Bolsonaro

A segunda-feira do presidente da República começa com reunião com o ministro Ernesto Araújo (Relações Exteriores), participando em seguida da cerimônia de apresentação de cartas credenciais de novos embaixadores.

Na parte da tarde, tem encontro com o ministro Paulo Guedes (Economia), e depois com Sérgio Segovia, Presidente da Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil). O dia chega ao fim recebendo Wagner Rosário, Ministro da Controladoria-Geral da União.

- Paulo Guedes

- Videoconferência com o chefe da Assessoria Especial de Assuntos Institucionais, Esteves Colnago;

- Videoconferência com os secretários especiais;

- Reunião com o Presidente da República, Jair Bolsonaro.

(Com Reuters e Estadão Conteúdo)

Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Rev Content