sábado, 27 de novembro de 2021
Ibovespa futuro

Ibovespa futuro segue exterior e avança em dia de decisão do Copom

17 junho 2020 - 09h27Por Investing.com

Por Gabriel Codas

Investing.com - O índice Ibovespa Futuro inicia a sessão desta quarta-feira com valorização de 1,19% aos 95.032 pontos às 09h13, com o dólar cedendo 075% a R$ 5,2037. O mercado segue atento aos novos casos de coronavírus registrados na China, que acende uma luz amarela de uma possível nova onda de contágios, ao passo que o otimismo com o desenvolvimento de uma nova vacina segue no radar dos investidores.

Porém, novos estímulos anunciados pelo Fed na segunda-feira e promessa de novos pacotes de ajuda aos mercados por outros Bancos Centrais sustentam uma alta limitada no exterior, com dados positivos das vendas do varejo e da produção industrial em maio nos EUA adicionando um ensaio de otimismo aos investidores.

Ainda nos Estados Unidos, as ações devem abrir com ganhos modestos antes do segundo dia do depoimento no Congresso do presidente do Federal Reserve, Jerome Powell.

Powell voltou a alertar sobre uma recuperação lenta e instável na terça-feira, embora tenha reconhecido que o pior já pode ter passado para a economia dos EUA, em um dia em que novos dados mostraram que as vendas no varejo e a produção industrial se recuperaram em maio.

Por aqui, os investidores vão repercutir os números de atividade do setor de Serviços e também na expectativa da decisão do Copom, no final da tarde de hoje.

- Cenário Interno

Serviços

Em abril de 2020, o volume de serviços no Brasil caiu 11,7% frente a março, na série com ajuste sazonal. Este é o resultado negativo mais intenso desde o início da série histórica (janeiro de 2011). Trata-se da terceira taxa negativa seguida, com acúmulo de perda de 18,7% neste período. A queda em abril é consequência, em grande parte, das medidas de isolamento social por causa da covid-19.

Na série sem ajuste sazonal, no confronto com abril de 2019, o volume de serviços recuou 17,2% em abril de 2020, segunda taxa negativa seguida. No acumulado do ano, o volume de serviços caiu 4,5% frente a igual período do ano anterior. No acumulado nos últimos doze meses, ao recuar 0,6% em abril de 2020, mostrou perda de ritmo frente a janeiro (1,0%), fevereiro (0,7%) e março (0,7%).

Coronavírus

O Brasil registrou nesta terça-feira um novo recorde de casos notificados de coronavírus em um único dia, com 34.918 infecções registradas nas últimas 24 horas, o que eleva o total no país para 923.189, informou o Ministério da Saúde.

Em relação à contagem de óbitos, foram 1.282 novas mortes registradas no período de 24 horas, com o total atingindo 45.241. O recorde diário de óbitos permanece sendo de 4 de junho, quando o país contabilizou mais de 1.400 mortes.

A máxima anterior de casos registrados em um só dia era de 30 de maio, com 33.274 infecções, segundo dados do ministério.

O Brasil é o segundo país do mundo com maior número de infecções e óbitos em decorrência da Covid-19, atrás apenas dos Estados Unidos, que possuem cerca de 2 milhões de casos e 116 mil mortes.

Jornada de trabalho

O plenário do Senado aprovou nesta terça-feira a Medida Provisória 936, que permite redução de salários e jornadas e suspensão de contratos durante a pandemia de Covid-19, segundo a Agência Senado.

A MP segue agora para a sanção do presidente Jair Bolsonaro.

A medida provisória criou o Programa Emergencial de Manutenção do Emprego e da Renda, que garante o pagamento pelo governo federal de uma parte do seguro-desemprego por até 60 dias ao trabalhador com contrato suspenso ou por até 90 dias se o salário e a jornada forem reduzidos. O salário não pode ser reduzido abaixo do atual salário mínimo, de 1.045 reais.

- Cenário Externo

Zona do euro

A inflação na zona do euro desacelerou mais em maio na comparação com o ano anterior, como esperado, pressionada pela queda nos preços de energia, mostraram nesta quarta-feira dados da agência de estatísticas da União Europeia.

A Eurostat informou que os preços ao consumidor nos 19 países que usam o euro caíram 0,1% em maio sobre o mês anterior e tiveram avanço de 0,1% na comparação com o ano anterior —como esperado em pesquisa da Reuters.

Em abril, os preços tinham subido 0,3% sobre o ano anterior, após alta de 0,7% em março.

Os preços de alimentos, álcool e tabaco acrescenteram 0,64 ponto percentual ao resultado da base anual em maio, os serviços contribuíram com 0,59 ponto e os produtos industriais tiveram peso de 0,06 ponto. Mas a queda nos preços de energia subtraiu 1,20 ponto.

Alemanha

O gabinete da chanceler Angela Merkel aprovou nesta quarta-feira outro Orçamento suplementar para financiar seu pacote de estímulo, elevando os novos empréstimos da Alemanha para um recorde de 218,5 bilhões de euros este ano, disse o Ministério das Finanças.

“Podemos arcar com esse ato fiscal de força porque reduzimos a dívida em bons momentos e agora temos finanças públicas sólidas”, disse em comunicado o ministro das Finanças, Olaf Scholz.

China

As ações da China fecharam com pouca alteração nesta quarta-feira, com os investidores permanecendo cautelosos devido às restrições de viagens e movimento impostas por Pequim em algumas áreas para conter o ressurgimento de casos de coronavírus na capital.

As empresas farmacêuticas fecharam em alta, com o subíndice de saúde saltando 2,32%. A Shanghai Shenqi Pharmaceutical Investment Management liderou os ganhos, fechando em seu limite diário de alta de 10%.

Vários voos de e para Pequim foram cancelados, escolas fechadas e alguns bairros bloqueados uma vez que as autoridades ampliaram os esforços para conter o surto de coronavírus que provocou temores de maior contágio.

BOLSAS INTERNACIONAIS

Em TÓQUIO, o índice Nikkei recuou 0,56%, a 22.455 pontos. Em HONG KONG, o índice HANG SENG subiu 0,56%, a 24.481 pontos. Em XANGAI, o índice SSEC ganhou 0,14%, a 2.935 pontos. O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em XANGAI e SHENZHEN, avançou 0,08%, a 4.017 pontos.

O dia mostra-se positivo para os mercados de ações da Europa. O DAX, de Frankfurt, registrava ganhos de 0,57% aos 12.386 pontos, com o FTSE, de Londres, somando 0,54% aos 6.276 pontos. Já em Paris, o CAC avançava 1,15% aos 5.009 pontos.

Em Nova York, o S&P 500 Futuros era negociado em alta de 9 pontos, ou 0,3%, e o Nasdaq 100 Futuros subia 48 pontos, ou 0,5%. O contrato Dow Futuros subia 93 pontos, ou 0,3%.

COMMODITIES

A jornada desta quarta-feira teve como principal característica a queda nos preços dos contratos futuros do minério de ferro, que são negociados na bolsa de mercadorias da cidade de Dalian, na China. O ativo com o maior volume de operações, com data de vencimento para setembro deste ano, cedeu 1,22% para 766,50 iuanes por tonelada, o que representa perdas de 9,50 iuanes em relação aos 776,00 iuanes de liquidação da véspera.

Na mesma direção, a sessão foi marcada por uma desvalorização nas cotações dos papéis futuros do vergalhão de aço, que são transacionados na também chinesa bolsa de mercadorias da cidade de Xangai. O contrato com mais liquidez, e data de entrega para o outubro de 2020, cedeu 7 iuanes para um total de 3.585 iuanes por tonelada. Já o de janeiro do ano que vem, segundo mais procurado, cedeu 3 iuanes para 3.436 iuanes para cada tonelada.

A quarta-feira dá sinais de perdas também para os preços internacionais do petróleo. Em Londres, o barril do tipo Brent, perde 1,32%, ou US$ 0,54,a  US$ 40,42, enquanto que a referência de Nova York, o WTI, cede 1,59%, ou US$ 0,61, a US$ 37,77.

MERCADO CORPORATIVO

- Eletrobras (SA:ELET3)

A usina nuclear de Angra 2 realizará uma parada para reabastecimento de combustível a partir da próxima segunda-feira, informou nesta terça-feira a Eletronuclear, que disse ter reduzido o escopo das atividades ao “mínimo necessário” diante da pandemia de coronavírus.

Segundo a empresa, foram programadas 1.100 atividades para o período, ante as 4.500 que normalmente ocorrem durante as paradas. Além disso, foram contratados apenas 175 trabalhadores para a paralisação, versus quase 1.200 em paradas típicas.

“O grande desafio será realizar cerca de 20% das atividades de uma parada típica com em torno de 15% do pessoal normalmente disponível”, disse a Eletronuclear, acrescentando que profissionais de Angra 1 também foram mobilizados para a atividade.

Todos os profissionais vão passar por testes rápidos para detecção da Covid-19 e serão monitorados ao longo das atividades, durante a qual permanecerão alojados em hospedagens da Eletronuclear, de acordo com a companhia.

- CCR (SA:CCRO3)

A operadora de concessões de infraestrutura e mobilidade urbana CCR quer que governos federal e estaduais emitam para operadoras de rodovias títulos como uma forma de compensação financeira para os efeitos da pandemia da Covid-19.

Segundo o presidente da CCR, Leonardo Vianna, esta seria uma solução mais rápida para compensar as concessionárias pela perda de receita de pedágio provocada pelas medidas de isolamento social para tentar conter a disseminação da doença.

“Tem que ter criatividade nesse momento e é preciso soluções rápidas”, disse Vianna em entrevista à Reuters na segunda-feira.

Vianna, que deixa o cargo em julho e será sucedido por Marco Cauduro, afirmou que os títulos poderiam ser usados pelas concessionárias que os recebessem para ajudar a pagar por outorgas quando vencessem disputas por outras concessões. O mecanismo poderia ao mesmo tempo evitar soluções que teriam mais resistência agora, como aumento de tarifas de pedágio ou o simples pagamento em dinheiro às donas de concessões.

Controladora de concessões como a rodovia Presidente Dutra, principal ligação entre São Paulo e Rio de Janeiro; e do sistema de estradas Anhanguera-Bandeirantes, que liga a capital paulista ao interior de São Paulo, a CCR viu o tráfego consolidado nas rodovias que administra cair 6,6% no acumulado do ano até semana passada, devido à pandemia.

- Etanol

A possibilidade de produtores de etanol comercializarem o produto diretamente com postos de combustíveis deverá ser regulamentada pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) até outubro, disse nesta terça-feira o ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque.

A afirmação vem pouco após o Conselho Nacional de Política Energética (CNPE) ter aprovado, em 4 de junho, resolução com diretrizes para essas vendas diretas, medida que foi defendida em diversas ocasiões pelo presidente Jair Bolsonaro.

“Dessa vez vai. Nós acreditamos que até outubro a ANP tenha isso tudo regulamentado”, disse Albuquerque, ao participar de transmissão ao vivo promovida pela Delta Energia.

Ao informar a aprovação da resolução do CNPE sobre as vendas diretas, o ministério de Minas e Energia ressaltou que a comercialização ainda precisaria ser regulamentada pela ANP.

- Nexa

A mineradora Nexa Resources precificou nesta terça-feira uma oferta de 500 milhões de dólares em notas sêniores não asseguradas com vencimento em janeiro de 2028, informou a empresa em comunicado.

Os recursos provenientes da oferta devem ser utilizados para pagamento de dívidas e, caso haja valor restante, para “fins societários gerais”, ainda segundo a companhia.

O fechamento da oferta está previsto para ocorrer em 18 de junho.

As notas foram oferecidas e serão vendidas apenas para compradores institucionais qualificados e para pessoas não-americanas, de acordo com o Regulamento S sob a Lei de Valores Mobiliários, acrescentou a empresa.

A Nexa Resources, originada a partir da antiga Votorantim Metais, atua com mineração de zinco, cobre e chumbo.

- Energia Elétrica

Turbulências vividas pelo setor de comercialização de energia elétrica em 2019, devido ao descumprimento de contratos por algumas empresas do ramo na sequência de uma disparada de preços, fizeram uma nova vítima neste mês, mostraram documentos judiciais vistos pela Reuters.

A Comercializa Energia teve falência decretada pela Justiça em São Paulo após ter admitido situação de insolvência e citado como origem de seus problemas a “crise que acometeu várias de suas parceiras de negócios e devedoras” no ano passado, segundo trechos do processo.

As dificuldades de diversas comercializadoras, que atuam no chamado mercado livre de eletricidade, onde grandes consumidores podem negociar diretamente seu suprimento, começaram após uma empresa novata no setor, a Vega Energy, ter ficado exposta negativamente em quase 200 milhões de reais no mercado no início de 2019, conforme reportou a Reuters na época.

- Gás

Expectativas de retração recorde na demanda por gás natural no Brasil em 2020 e de maior inadimplência dos consumidores do energético, em meio a impactos da pandemia de coronavírus, levaram representantes da indústria a pedirem ao governo um pacote de auxílio financeiro ao setor.

A operação de apoio pleiteada pelo segmento poderia envolver empréstimos, nos moldes de medidas aprovadas recentemente para apoiar o caixa de distribuidoras de energia, disseram à Reuters dirigentes da Associação Brasileira das Empresas Distribuidoras de Gás Canalizado (Abegás).

A entidade registrou recuo de 25% no consumo total do insumo em abril, quando na comparação ano a ano, enquanto as projeções para o ano completo apontam para queda de 10% ante os níveis de 2019.

“Em abril, desconsiderando as termelétricas, a demanda foi de apenas 27,6 milhões de metros cúbicos/dia, menor volume não térmico registrado desde 2005, quando a associação começou a divulgação desse levantamento”, disse o presidente executivo da Abegás, Augusto Salomon, em nota.

AGENDA DE AUTORIDADES

- Jair Bolsonaro

A quarta-feira do presidente da República começa com reunião com o ministro Ernesto Araújo (Relações Exteriores). Em seguida, participa da solenidade de posse de Fábio Faria, para o cargo de ministro das Comunicações, com a presença do também ministro Marcos Pontes (Ciência e Tecnologia). Bolsonaro assina ainda a Medida Provisória da Flexibilização do Futebol e do parecer vinculante da AGU sobre aposentadoria de policiais.

Na parte da tarde, o presidente se reúne com o também ministro Marcos Pontes (Ciência e Tecnologia) e, depois, participa do Lançamento do Plano Safra 2020/21

- Paulo Guedes

- Videoconferência com o secretário especial de Previdência e Trabalho, Bruno Bianco;

- Posse do ministro das Comunicações, Fabio Faria;

- Videoconferência - Entrevista em evento do Acton Institute;

- Reunião com o presidente dos Correios, General Floriano Peixoto;

- Reunião com deputado federal Diego Andrade (PSD-MG);

- Reunião com a senadora Simone Tebet (MDB-MS).

*Com Reuters

Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Rev Content