sábado, 04 de dezembro de 2021
queda

Ibovespa cai 1,93% com cenário externo e julgamento de Lula no Supremo

25 junho 2019 - 19h08Por Angelo Pavini

O Índice Bovespa encerrou o dia em queda de 1,93%, fechando em 100.092 pontos, quase perdendo o nível psicológico dos 100 mil pontos. A queda misturou um pouco de realização de lucros e cautela com os cenários externo e interno. Só uma ação, das 66 que compõem o Índice, fechou em alta. O Ibovespa acumula alta de 6,91% em 30 dias, 3,16% só em junho, 13,99% no ano e 41,07% em 12 meses.

A preocupação com o cenário externo fez a bolsa iniciar o dia em queda. Mas foi à tarde, com a notícia de que o Supremo Tribunal Federal (STF) iria julgar hoje os habeas corpus do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva que a baixa se acentuou. O mercado teme que, livre, o ex-presidente organize a oposição ao governo de Jair Bolsonaro e complique ainda mais a frágil capacidade política do governo. Os habeas corpus serão julgados pela Segunda Turma do Supremo, que costumava aceitar os pedidos de liberdade, mas foi reformulada recentemente.

No exterior, a tensão entre os Estados Unidos e o Irã continua, com o governo americano anunciando novas sanções. Além disso, o presidente do Federal Reserve (Fed, banco central americano), Jerome Powell, deixou claro que ainda não está definido um corte nos juros dos EUA no curto prazo como passou a esperar o mercado desde a semana passada. Powell afirmou que o Fed está na fase “wait and see”, ou seja, esperar para ver como se comporta a economia americana, a inflação e o emprego antes de decidir. No fim de semana, o presidente Trump deu declarações críticas ao Fed, defendendo um corte nos juros já na próxima reunião.

Em discurso na tarde de hoje, Jerome Powell afirmou que a economia tem performado bem, com forte desempenho do mercado de trabalho, mas que a inflação está em nível inferior à meta do Fed, de 2,0%. Nesse quadro, o Fomc acompanha dois riscos contracionistas: a guerra comercial e a desaceleração da economia no mundo.

Segundo Powell, desde reunião do Fomc de maio, cresceu a incerteza em relação a guerra comercial, com efeitos sobre a confiança das empresas e, consequentemente, queda no investimento.

Powell garantiu que o FOMC irá acompanhar de perto os dados econômicos e agir para garantir a expansão da atividade, abandonando a postura paciente. Já outro diretor do Fed, James Bullard, da Filadélfia, participando de outro evento, foi mais diretor e disse que não era a favor de um corte nos juros agora.

Apesar disso, os mercados futuros de juros seguem indicando 100% de chance de o Fed cortar os juros em sua reunião de julho. Os juros dos papéis de 10 anos do Tesouro dos EUA caíram hoje abaixo de 2% ao ano, para 1,988% ao ano, 0,03 ponto percentual abaixo do fechamento de ontem. O ouro, outro indicador de busca de proteção dos mercados, subiu mais 0,61% hoje. O petróleo WTI, negociado em Nova York ganhou 1,50%.

As bolsas americanas fecharam em queda, com o Dow Jones perdendo 0,67%, o Standard & Poor’s 500, 0,95% e o Nasdaq, 1,51%.

No Brasil, somente uma ação entre as 66 do Ibovespa fechou em alta, JBS ON subiu 0,50%. Já as baixas do índice foram lideradas pelas ações ON do Banco do Brasil, com -5,14%, seguidas das ON da Estácio Participações, com 3,91%, CVC Brasil ON, 3,79%, Eletrobras ON, 3,79% também e MRV ON, 3,74% de baixa. O volume negociado foi de R$ 15,145 bilhões, perto da média do ano, de R$ 16 bilhões por dia.

O post Ibovespa cai 1,93% com cenário externo e julgamento de Lula no Supremo apareceu primeiro em Arena do Pavini.

Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Rev Content