Menu
Busca quarta, 27 de outubro de 2021
Blue3 - Cotações
Blue3 - Cotações Mobile
Ibovespa ao vivo

Ibovespa abre em alta de mais de 3% com volta do otimismo internacional; dólar cai forte e vai abaixo de R$ 5

05 junho 2020 - 10h15Por Redação SpaceMoney

O Ibovespa, principal índice acionário da B3, a bolsa brasileira, abriu o pregão desta sexta-feira (5) em alta, com a volta do otimismo nos mercados internacionais com a melhora dos dados econômicos. Por volta das 10h15, os ganhos eram de 3,59%, aos 97.198,33 pontos. O dólar voltou a cai, com a maior exposição do investidor ao risco. A moeda norte-americana registrava desvalorização de 2,39%, cotada a R$ 4,99. Veja os principais fatores que influenciam o mercado financeiro na sessão de hoje:

Mercados internacionais

No Japão, o índice Nikkei 225 fechou em alta de 0,74%. O Shangai Composite subiu 0,40%. Na Europa, DAX 30 ganhava 2,39% e FTSE 100 subia 1,73%. CAC 40 tinha alta de 2,76%. Nos EUA, os futuros operavam em campo positivo, apontando para ganhos de mais de 2%.

Payroll

payroll norte-americano, relatório sobre o mercado de trabalho no país, veio abaixo das expectativas: era estimada uma taxa de desemprego de 19,5% em maio, contra 13,3% nos dados consolidados. Foram perdidas 2,5 milhões de vagas no mês passado.

EUA x China

A briga entre Estados Unidos e China ganha um novo capítulo nesta sexta-feira com a restrição de compra de bens norte-americanos para mais de 30 empresas chinesas. O governo Trump institui a medida em retaliação a estas companhias pois elas estariam colaborando com a China na perseguição à minoria muçulmana uigur.

Coronavírus

O Brasil bateu, pelo terceiro dia seguido, o recorde de mortes por covid-19 em 24 horas: 1473 óbitos — e este ainda não deve ser o pico no país. No total, são mais de 34 mil brasileiros mortos pelo novo vírus, superando as fatalidades na Itália. No ranking mundial, o Brasil está atrás apenas dos Estados Unidos e do Reino Unido em número de mortes.

Petróleo

Os preços do petróleo mostram recuperação hoje, com as expectativas da reunião da Opep e países parceiros marcada para amanhã. Além de discutir a extensão dos cortes de produção, o grupo deve discutir medidas para fazer com que todos os países cumpram o acordo. A perspectiva deixa os investidores otimistas sobre um eventual reequilíbrio entre oferta e demanda da commodity.

Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Baixe nosso app: