sexta, 03 de dezembro de 2021
construção

Novo ciclo de expansão da bolsa engloba construção civil

13 janeiro 2020 - 09h56Por Eduardo Guimaraes

Após um 2019 marcado pelas ofertas subsequentes de ações no setor de construção civil, chegou a vez de novas companhias estrearem na listagem da bolsa em 2020. Ao que tudo indica, já são cinco construtoras residenciais com pretensões de realizarem seus IPO's. A Moura Doubex, incorporadora com atuação no mercado nordestino residencial de médio/alto padrão e a Mitre, da grande São Paulo, já estão em fase de registro junto a CVM, enquanto Kallas, Cury e You,Inc ainda estão em fase de preparação e suas ofertas tendem a ocorrer no segundo semestre. No ano passado o índice setorial Imob, que contempla as empresas ligadas ao setor imobiliário, valorizou-se 70 por cento, sendo o campeão na categoria por segmento. Algumas companhias como Cyrela, Eztec e Even subiram mais de 100 por cento, chamando a atenção do mercado.

E Eu Com Isso?

Os anos de estagnação, juros na mínima histórica e retomada da atividade econômica criaram um ambiente perfeito para as empresas do setor se destacarem na bolsa. Com o cenário mais límpido, a possibilidade de captar recursos em um mercado sedento tem atraído novas empresas a abrirem capital. Num contexto geral, a notícia é positiva para o investidor, pois representa uma evolução do mercado de capitais brasileiro. A expansão da bolsa é mais um indício de novos ventos para o país. Além disso, novas ofertas significam maior possibilidade de comprar boas ações e/ou diversificação em companhias que contemplam outros mercados. Porém, vale ressaltar que cada IPO deve ser analisado com cautela pelo investidor. Seja assinante da Levante e receba os relatórios de cada oferta.
Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Rev Content