Menu
Busca quarta, 22 de setembro de 2021
Blue3 - Cotações
Blue3 - Cotações Mobile
fundos de ações

Fundos de ações registram crescimento de 10,54% no patrimônio, diz Economatica

06 maio 2020 - 13h42Por Investing.com
Por Gabriel Codas Investing.com - O patrimônio dos fundos de ações registrou um crescimento de 10,54% no mês de abril, de acordo com levantamento realizado pela Economatica e divulgado nesta quarta-feira. A pesquisa aponta que das 12 categorias, cinco registram crescimento abaixo de 10% e sete com mais de 10% de crescimento. Desta forma, no fechamento do mês passado, o patrimônio dos fundos de ações era de R$ 417,2 bilhões contra R$ 377,5 bilhões. O estudo mostra que os fundos de Ações Livre, com R$ 178,9 bilhões, foram os que concentraram o maior volume das 12 classificações Anbima. Em abril, a captação líquida no mês de abril foi de R$ 817,9 milhões, com os fundos de Ações Livre com o maior volume com R$ 1,75 bilhões e, na contramão, os fundos Indexados a maior queda, de R$ 913,1 milhões. Já os fundos de ações Investimento no exterior tiveram a segunda maior captação líquida com R$ 698,8 milhões, enquanto que os fundos de Ações Valor Crescimento, ficaram na segunda posição em captação líquida negativa, com R$ 494,6 milhões. A captação líquida no ano de 2020, até 30 de abril, era de R$ 33,2 bilhões. Os fundos de ações livre em 2020 têm R$ 26,5 bilhões e os fundos Fechados de Ações o maior recuo com, -R$ 16,5 bilhões. As três categorias tiveram rentabilidade em relação ao Ibovespa negativa no mês de abril na mediana. Os fundos Mono Ação tiveram rentabilidade de 7,14%, o que representa -3,11 p.p. abaixo do Ibovespa. Os fundos Ações Sustentabilidade/Governança tiveram o melhor desempenho em abril, na mediana rentabilizaram 12,20% e no ano de 2020 registram queda de -25,21%. O levantamento da Economatica foi realizado com base nos dados disponíveis na plataforma de análise (fonte CVM/ANBIMA), excluindo os Fundos em Cotas, evitando assim a dupla contagem. A mediana da rentabilidade por classificação considera todos os fundos com dados disponíveis até cinco dias anteriores à data de corte. FIDC´s, FIPS, Fundos Imobiliários e Fundos Off Shore não fazem parte da amostra. A data de corte sempre o último dia calendário de cada mês. Assim, para o mês de abril, por exemplo, foram tomados os últimos dados disponíveis no mês de todos os fundos; estes dados poderiam estar entre os dias 26 e 31 de abril.
Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Baixe nosso app: