Menu
Busca quarta, 27 de outubro de 2021
China

Frigoríficos caem com China suspendendo importação de produtos avícolas por Covid

22 junho 2020 - 16h21Por Investing.com
Por Gabriel Codas Investing.com - As ações dos principais frigoríficos brasileiros e dos exportadores de proteína animal operam em baixa na tarde desta segunda-feira. A autoridade aduaneira da China disse no domingo que suspendeu as importações de produtos avícolas de uma planta de propriedade da processadora de carne americana Tyson Inc, que foi atingida pelo novo coronavírus. Assim, as ações da BRF (SA:BRFS3) operavam com perdas de 2,23% a R$ 21,95, as da JBS (SA:JBSS3) -3,35% a R$ 21,61, as da Marfrig (SA:MRFG3) 2,50% a R$ 12,87 e as da Minerva (SA:BEEF3) 2,50% a R$ 12,87. A Administração Geral das Alfândegas disse em seu site que decidiu a suspensão depois que a empresa confirmou um conjunto de casos de coronavírus na fábrica, localizada em Springdale, Arizona. O porta-voz da Tyson, Gary Mickelson, disse que a empresa estava investigando o problema, acrescentando que a Tyson trabalha em estreita colaboração com as autoridades americanas para garantir que seus alimentos sejam produzidos em total conformidade com os requisitos de segurança do governo. “É importante observar que a Organização Mundial da Saúde, os Centros de Controle e Prevenção de Doenças, o USDA e a Administração de Alimentos e Medicamentos dos EUA concordam que não há evidências para apoiar a transmissão do Covid-19 associado a alimentos”, disse ele à Reuters em um email. A China também suspendeu os produtos suínos do processador alemão Toennies, na semana passada, após um surto de coronavírus entre centenas de seus trabalhadores. A China intensificou a supervisão de alimentos importados depois que um novo conjunto de casos de coronavírus foi vinculado a um mercado atacadista de alimentos na capital, há pouco mais de uma semana. Pequim começou a testar carne, frutos do mar e produtos frescos para o coronavírus na semana passada e alguns portos estavam abrindo todos os recipientes de carne para realizar testes de coronavírus. Brasil e visão dos analistas O crescimento de casos por aqui faz com que as autoridades sanitárias no Brasil também imponham aos frigoríficos medidas de distanciamento social para evitar riscos de contaminação. Na visão da equipe do Bradesco BBI, as medidas restritivas impostas pela China deve aumentara importação de proteína, uma vez que o gigante asiático ainda se recupera da peste suína africana. “As medidas como o distanciamento social provavelmente limitarão a capacidade global de processamento de carne, resultando em uma perspectiva de oferta e demanda global mais restrita (levando a preços globais mais altos) e também podem resultar em custos mais baixos, devido ao excesso de animais para abate”.
Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Baixe nosso app: